Cidade do Evento

São Luís / Maranhão

A cidade de São Luís, a capital do Maranhão, foi fundada pelos franceses, em 1612, mas coube aos portugueses darem à capital do Maranhão sua marca registrada - seu belíssimo estilo arquitetônico. Foram os lusitanos que deixaram como herança os mais de três mil sobrados e casarões que se espalham pelas ruas e praças do Centro Histórico.
Atualmente, os antigos solares dos barões abrigam espaços culturais, museus, lojas e restaurantes que preservam em suas fachadas os coloridos azulejos portugueses. Os bares garantem o agito nas noites de sexta e sábado.
São Luís é uma cidade de muitos contrastes e exibe uma faceta moderna e luxuosa com prédios sofisticados, shoppings e restaurantes. Do outro lado do Rio do Anil está a parte nova de São Luís, ligada à área antiga por pontes.

 

O Centro Histórico

O Centro Histórico de São Luís é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1955 e, em 1997 recebeu da UNESCO o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, um reconhecimento à preservação de seu magnífico e homogêneo conjunto arquitetônico.
 São mais de 3.500 edificações de inigualável valor histórico e artístico, que retratam o modo de vida das antigas famílias abastadas da cidade.

É formado por um conjunto de ruas estreitas, becos e casarões de séculos passados. São cerca de 3.500 construções de valor histórico e artístico que retratam o modo de vida das antigas famílias abastadas da cidade e  construídas sob influência de portugueses, espanhóis, holandeses e franceses.

 

Cultura

Além da sua história, a cidade preserva culturas e tradições. Vários museus, centros culturais e igrejas seculares estão abertos para moradores e visitantes da cidade e as manifestações folclóricas e religiosas ocorrem ao longo de todo o ano.
As Festas Juninas são celebradas durante todo o mês de junho e prestam homenagens a Santo Antônio, São João, São Pedro e São Marçal. Em São Luís, a festa é uma junção perfeita dos ritmos e rituais, em que o sagrado e o profano se juntam e os Arraiais se espalham por toda a cidade. O tradicional Bumba-Meu-Boi, considerado uma das manifestações culturais mais importantes da região, está vinculado ao calendário religioso, assim como grande parte das outras festas populares, como a Folia de Reis, o Divino Espírito Santo e o Cacuriá. O Tambor de Crioula, patrimônio imaterial do Brasil, é realizado sem local específico ou calendário pré-fixado, ocorre em qualquer dia do ano – com maior concentração no carnaval, festejos juninos e em agosto, em homenagem a São Benedito. Outras danças, como a Dança do Coco, a Dança do Lelê e as Quadrilhas, sintetizam as cores, formas e texturas das artes.
Tão enraizado quanto o folclore é o reggae. O ritmo, presente nas rádios, clubes e bares, conferiu a São Luís o título de "Jamaica brasileira" e torna impossível não soltar o corpo ao lado dos rastafaris ao som de Bob Marley e companhia. 

O Artesanato local pode ser encontrado na Feira da Praia Grande, na Casa de Nhozinho, no CEPRAMA e na Casa da Festa.


Culinária

Os cheiros, sabores e cores também estão presentes em uma rica e saborosa Gastronomia, que mistura ingredientes, temperos e influências de origem indígena, portuguesa, africana e francesa servidos nos aconchegantes restaurantes da cidade e também na Feira da Praia Grande e arredores, além dos vários festivais gastronômicos realizados na cidade.

Devido à sua localização no inicio da Amazônia, São Luís oferece sensações múltiplas e únicas. As receitas mais conhecidas fazem reverência, quase sempre, aos frutos do mar. Mas a riquíssima flora da região proporcionou o surgimento de uma culinária de doces e quitutes, com destaque para as frutas nativas como bacuri, buriti, murici, jenipapo, tamarindo, caju, cupuaçu, jaca e juçara, e a farinha, produzida à partir da mandioca. Arroz de Cuxá, Torta de camarão, Doce de Espécie e até o Guaraná Jesus e uma dose de Tiquira, não podem faltar nos cardápios de quem visita São Luís.

 

As praias

Em São Luís o nível da maré costuma variar bastante ao logo do dia. Na maré alta o mar bate com força nos muros de pedra da praia, poucas horas depois, centenas de metros de areia se mostram durante a maré baixa.

O litoral da ilha oferece praias de águas mornas e calmas, dunas e vegetação rasteira. As praias mais próximas possuem calçadão, quiosques com música ao vivo à noite e boa oferta de hotéis e restaurantes. O movimento é grande nos finais de semana, tanto de banhistas quanto de adeptos de atividades esportivas, como corrida e ciclismo.