Cidade do Evento

Portal do Turismo Piauí - Piemtur - Setur: www.piemtur.pi.gov.br

Teresina

Teresina é a capital e o município mais populoso do estado brasileiro do Piauí. Localiza-se no Centro-Norte Piauiense a 366 km do litoral, sendo, por tanto, a única capital da Região Nordeste que não se localiza às margens do Oceano Atlântico. É a 19ª maior cidade do Brasil, com 814.439 habitantes, sendo a 15ª maior capital de estado no Brasil. Está conurbada com o município maranhense de Timon e, juntos, aglomeram cerca de 953.172 habitantes, e toda a Região Metropolitana da Grande Teresina aglomera mais de 1.135.920 habitantes. A única barreira natural que separa Teresina de Timon é o Rio Parnaíba, um dos maiores do Nordeste.

Pessoas de várias partes do Brasil e do mundo chegam em Teresina para a realização de negócios, congressos, reuniões, feiras, eventos, e em busca de atendimento médico diversificado e de qualidade, além daqueles que desembarcam em Teresina para conhecer as belezas espalhadas pelo estado do Piauí, isso faz com que as pessoas aproveitem para conhecer os atrativos da capital, dessa forma gerando o turismo na cidade. Teresina tem o privilégio de ser bem servida por espaços para o desenvolvimento de eventos educativos e culturais, pois, além de dispor de locais para realizações de feiras, práticas desportivas, exposição, dentre outros, possui 26 auditórios. No contexto geral, os auditórios oferecem condições satisfatórias de conforto e comodidade. A rede hoteleira de Teresina e constituída por 22 unidades, totalizando 575 apartamentos e 1.129 leitos.

Os principais pontos turísticos são:

Central de Artesanato Mestre Dezinho

A Central de Artesanato Mestre Dezinho, em Teresina, é uma verdadeira feira de arte da cultura piauiense. Localizada na Praça Pedro II, ela consiste num complexo de 25 lojas que comercializam o melhor da produção artesanal e artística do Estado, além de abrigar a Escola de Música de Teresina e a Escola de Balé. A escolha do nome, Mestre Dezinho, é uma homenagem a um dos maiores artesões que o Piauí já teve, com um trabalho consistente e reconhecido nacionalmente. Na Central de Artesanato podemos encontrar uma variedade de produtos genuinamente piauienses, tanto na arte, moda , como também da culinária local. Esculturas e santos feitos de madeira, produtos em cerâmica, couro, fibras, palha, pinturas, doces, cajuína, cachaças, roupas. Quem quiser conhecer um pouco da cultura do Piauí, pode começar visitando a Central de Artesanato e se maravilhar com os sabores e a sensibilidade de suas obras artísticas;

Museu do Piauí

Fundado em 1934, como uma seção do Arquivo Público do Piauí, sob a orientação do professor Anísio Brito. No ano de 1980 foi restaurado e tornou-se o Museu do Piauí, organizado em convênio com a Fundação Joaquim Nabuco de Recife. Está sediado no antigo casarão do Comendador Jacob Manoel Almendra, local que também já sediou o governo estadual. Existem quinze salas para visitação com exposições permanentes que contam a história do Estado através de aproximadamente 2 mil peças;

Museu Municipal de Arte Sacra Dom Paulo Libório

Criado em 2011,o acervo é composto, aproximadamente, de duas mil peças dos séculos XVIII, XIX e XX, contém imaginária sacra, alfaias, paramentos e mobiliário, tendo surgido da junção de alguns pertences da Arquidiocese de Teresina, da compra efetuada pela Prefeitura e de empréstimos de colecionadores da comunidade. A nomeação do museu como Dom Paulo Libório é uma homenagem ao primeiro bispo natural do Piauí que serviu em Teresina, e a casa transformada em museu, foi sua última moradia;

Museu dos Rios

Localizado no Parque do Encontro dos Rios, o museu foi criado para mostrar aos visitantes um pouco da fauna e da flora dos rios Poti e Parnaíba;

Igreja São Benedito

Uma das principais da capital, está localizada no coração da cidade;

Catedral de Nossa Senhora das Dores

Localizada na Praça Conselheiro Antônio Saraiva, no centro de Teresina, a Catedral Nossa Senhora das Dores foi fundada em 1867, passando por várias reformas até então. Foi uma capela construída pelo Vigário Manoel Mamede e ampliada pelo Bispo Dom Severino;

Praça da Bandeira

Grande área verde no centro da cidade, onde se encontram o Museu do Piauí, o Mercado Velho de Teresina, o Palácio da Cidade e a Igreja Matriz;

Pólo Cerâmico de Teresina

Área onde são confeccionadas peças de argila de singular beleza e que exporta, inclusive, para outros países;

Praça Pedro II

Área verde que conserva o charme do passado e onde se localizam a Central de Artesanato, o Teatro Quatro de Setembro e o Clube dos Diários;

Praça Saraiva

A Praça Saraiva pode ser classificada como uma área de lazer, de caráter contemplativo;

Balneário da Curva do São Paulo

Localizado no bairro São Paulo, zona sudeste da capital, é uma estrutura construída nas margens do rio Poti, em um total de 32 hectares e 19 mil metros de área construída. É um espaço composto por 46 bares, estacionamento para 130 carros, 2 baterias de banheiros com 24 sanitários e espaço para salva-vidas, tudo sendo feito para promover lazer ao teresinense e desenvolver o turismo da cidade. Através da Curva do São Paulo são gerados 500 empregos diretos e 1500 empregos indiretos;

Ponte Metálica João Luis Ferreira

Antiga ponte que liga Teresina a São Luis do Maranhão por via férrea. Construída em 1939, foi projetada pelo engenheiro alemão Germano Frank, tornando-se o símbolo máximo de Teresina, sendo o mais divulgado cartão postal da cidade. No dia 11 de setembro de 2008, o IPHAN declarou a ponte como Patrimômio Cultural Brasileiro;

Ponte Estaiada João Isidoro França

A Ponte Estaiada de Teresina é a mais nova atração turística da Capital Piauiense. Construída sobre o Rio Poti, com 363 metros de extensão, seis pistas de rolamento e duas ciclovias, liga a Zona Norte da cidade à Zona Leste. Com torre única e estais assimétricos em harpa, a ponte possui a singular característica de abrigar em seu topo um mirante de 95 metros de altura com capacidade para 100 pessoas, que serão levadas ao alto por dois elevadores panorâmicos. Está entre as cem maiores pontes estaiadas do mundo e é uma das poucas a possuir mirante em sua estrutura.

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Teresina