NILDO DA SILVA DIAS

18/07/2018 18:00hs
Palestra 1: Recursos hídricos no Semiárido Brasileiro: Potencialidades e limitações de uso na agricultura.

Súmula:
Por que devemos nos preocupar com a água? Em muitas regiões do mundo há elevadas precipitações e disponibilidade abundante de água de boa qualidade, mas sabemos que nem todas as águas do planeta podem ser utilizadas seja pela dificuldade de acesso ou pela restrição de uso devido às limitações da qualidade físico-química. Deste modo, não dispomos de um grande volume de água boa no mundo, as suas demandas são crescentes e, em muitos locais, já existem problemas de escassez como, por exemplo, no semiárido brasileiro.  Então, um cuidado especial deve-se ter com a água como forma de garantirmos a soberania alimentar da população. Nesta palestra, vamos abordar a situação global e regional da água no século XXI e, principalmente, as fonte hídricas alternativas, suas limitações e as principais soluções para que estas águas não se torne um problema ambiental quando utilizadas na agricultura irrigada.

GERALDO ALVES DINIZ

19/07/2018 10:00hs
Palestra 2: O sal e suas potencialidades no semiárido.

Súmula:
Apresentar os principais conceitos e Técnicas para produção de sal marinho e suas potencialidades no Semiárido do Rio Grande do Norte. Espera-se que cada participante seja capaz de conhecer as principais técnicas utilizadas na extração do sal marinho e preparar o meio ambiente na obtenção de subprodutos salinos na geração de recursos sustentáveis e conhecer o potencial do semiárido na geração dos sais dissolvidos na água do mar. 

JOSIVAN BARBOSA MENEZES FEITOZA

19/07/2018 11:00hs
Palestra 3: O desenvolvimento da fruticultura no semiárido.

Súmula:
Negócio rural no Brasil, valor bruto da produção, PIB do Agronegócio no Brasil, geração de riqueza do agronegócio, produção brasileira de frutas frescas, principais regiões e estados exportadores de frutas frescas, principais problemas de logística da exportação de frutas frescas, competição internacional na exportação de frutas frescas, grupos produtores e exportadores de frutas frescas no Semiárido e no Polo de Agricultura Irrigada RN-CE, perspectivas para a exportação de melão e melancia, banana, abacaxi, mamão e outros frutos.

JARDEL DANTAS DA CUNHA

19/07/2018 15:30hs
Palestra 4: A contribuição da indústria petrolífera no semiárido potiguar.

Súmula:
Localizado na região Nordeste do Brasil, o estado do Rio Grande do Norte possui sua economia alicerçada nos seguintes pilares: Indústria, comércio, turismo, agricultura, serviços e petróleo e gás. A Petrobras está presente no Rio Grande do Norte desde 1951, tendo descoberto o primeiro campo (de Ubarana) na costa de Guamaré e estando em operação desde 1976. Com campos em águas rasas e campos terrestres, a Bacia Potiguar, que abrange a região do Rio Grande do Norte e do Ceará, está entre as maiores produtoras de petróleo onshore (em terra) do Brasil. A presença das indústrias petrolíferas na região não deve ser vista somente sob o prisma econômico, além de uma atividade multiplicadora e modificadora de realidades, interferindo diretamente no social. A mudança não distante da ocorrida na Europa com mudança da iluminação com óleo de baleia para o uso com querosene proporcionando um aumento na atividade noturna das cidades. Pessoa que antes trabalhavam “na roça” e passaram por qualificação assumindo funções de “destaque”. A Petrobras, Wintershall Holding e a Shell arremataram 13 blocos marítimos na Bacia Potiguar onde o investimento mínimo previsto na bacia é de cerca de R$ 207,6 milhões. 

CLEONILSON MAFRA BARBOSA

20/07/2018 10:00hs
Palestra 5: Síntese de catalisadores a partir de minerais do Seridó potiguar.

Súmula:
A palestra apresenta uma rota alternativa de síntese de catalisadores para reações de oxidação do metanol e etanol a serem aplicados em células a combustível, sendo estes a base de óxidos e precursores mistos de nióbio e tântalo nanoestruturados puros e dopados com cobalto, cobre e níquel, obtidos a partir do mineral de base, a columbita e a tantalita, extraídos do Seridó potiguar.

TEREZA NEUMA DE CASTRO DANTAS

20/07/2018 11:00hs
Palestra 6: A importância da pesquisa na formação dos profissionais da Química.

Súmula:
Em breve