AIRTON MARQUES DA SILVA

AIRTON MARQUES DA SILVA

Doutor em Química Inorgânica pela USP (1978), Especialista em Métodos e Técnicas de Ensino pela UFC (1974), Especialista em Química dos Elementos Menos Comuns pela UFC (1974), Engenheiro Químico pela UFC (1970) e Químico Industrial pela UFC (1969). 
Exerceu o Magistério na Universidade Federal do Ceará - UFC (1972 a 1997), aposentando-se como Professor Adjunto IV. Lá desenvolveu pesquisa nas áreas de Química dos Compostos de Coordenação e de Educação em Química, foi Chefe do Departamento de Química Orgânica e Inorgânica e Coordenações de Cursos de Pós-Graduação e Projetos de Pesquisa.
Na Universidade de Fortaleza – UNIFOR, exerceu o Magistério de 1973 a 1974. 
Atualmente é Professor Adjunto 12 da Universidade Estadual do Ceará – UECE, desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão desde 1986, e exercendo no período de 1992 a 2000 o cargo de Diretor do Departamento de Ensino da Pós-Graduação da UECE.
Atua nas seguintes instituições: CRQ-X: Diretor Secretário (1983/1995) e Conselheiro (1983/presnte); ABQ: Diretor de Intercâmbio Nacional (1995/1997), Vice-Presidente (1997/1999), Presidente (1999/2001 e 2001/2003), Diretor de Eventos (2003/presente); ABQ-CE: Presidente (1987/1991, 1993/1995 e 1997/1999), Diretor-Secretário (1983/1987), Diretor de Intercâmbio Científico (1991/1993), Diretor Tesoureiro (1995/1997).

ALEXANDRO LIMA GOMES

ALEXANDRO LIMA GOMES

QuímicO Industrial pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 2003 e Licenciado em Química (2014) pelo Centro Universitário Claretiano. É Especialista em Gestão Ambiental e Ciências Ambientais pela Faculdade Futura (2017).
Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias de Informação e Comunicação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Também tem formação como Técnico em Segurança do Trabalho pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS).
Tem experiência na área de educação em escolas públicas e particulares do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Alvorada, Viamão e Capão da Canoa), atuando como docente desde 2001.
Desde 2015, é professor do Instituto Federal de Santa Catarina, Câmpus Araranguá.

ANNA MARIA PESSOA DE CARVALHO

ANNA MARIA PESSOA DE CARVALHO

Licenciada e bacharel em Física pela USP. Fez seu doutoramento em Educação, na área de ensino de ciências na FEUSP. Foi até o ano passado pesquisadora senior do CNPq, professora da Pós-Graduação em Educação da FEUSP e da Pós-Graduação Interunidades de Ensino de Ciências ambos da USP e coordenadora do Laboratório de Pesquisa e Ensino de Física/LAPEF da FEUSP.
Foi diretora da FEUSP no período de 1994-1998. Pertenceu a Diretoria da SBF (Secretária de Ensino) e foi represetante brasileira na International Commission on Physics Education (1991-2000).
Pertenceu aos C.As de Educação do CNPq e da CAPES. É representante brasileira no Conselho Interamericano de Ensino de Física (foi presidente deste Conselho no período de 1991-1993). Orientou 26 doutorados e 37 mestrados em Ensino de Ciências. Tem mais de cem publicações em artigos em revistas nacionais e internacionais, livros e capítulo de livros.
Professora Titular da Faculdade de Educação da USP, aposentada e membro da Academia Paulista de Educação.

ÁTTICO CHASSOT

ÁTTICO CHASSOT

Professor desde março de 1961, é licenciado em Química (UFRGS, 1965), mestre Educação (UFRGS, 1976) e doutor em Ciências Humanas (UFRGS, 1994) e tem pós-doutoramento na Universidade Complutense de Madrid (2002).
É professor Titular (aposentado) do Instituto de Química da UFRGS.
Foi professor da PUC-RS, da ULBRA, da Faculdade Portoalegrense, da UNISINOS (onde coordenou o Programa de Pós-Graduação Educação), da Unilasalle, na URI de Frederico Westphalen e do Centro Universitário Metodista IPA. Foi Professor visitante da Ålborg Universitete, Dinamarca e na Universidade de Lanus, na Argentina. Foi orientador em regime de co-tutela na Lyon 2, na França.
Atualmente é professor e pesquisador Orientador de doutorado na REAMEC- Rede Amazônica Ensino de Ciência. Enquanto professor já esteve para cursos e/ou palestras em todos estados do Brasil e em alguns países.
Autor entre outros de: A ciência através dos tempos (MODERNA, 1994; 28ª ed. 2018); Alfabetização científica: questões e desafios para a educação (EdUNIJUÍ, 2000; 8ªed. 2018); Educação conSciência (2003, 1ª ed. EdUNISC; 3ª ed, 2010). Para que(m) é útil o ensino? (1995; 4ªed, UNIJUÍ, 2018) A Ciência é masculina? (EdUNISINOS 2003, 8ªed, 2015); Sete escritos sobre Educação e Ciências (Cortez 2008); Memórias de um professor: hologramas desde um trem misto (Editora Unijuí, 2012) e Das disciplinas à Indisciplina (Editora Appris, 2016). 

EDSON LUIZ LINDNER

EDSON LUIZ LINDNER

Possui Licenciatura Plena em Ciências com Habilitação em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - 1983). É especialista em Educação Química pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS - 1984). Possui mestrado em Ecologia pela UFRGS (1996). É doutor em Informática na Educação pelo PPGIE/UFRGS (2009).
É professor concursado da carreira de EBTT, atuando no Colégio de Aplicação e como pesquisador na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
É professor orientador permanente do PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - UFRGS.
Tem experiência na área de Ensino e Educação Química, atuando com as temáticas: Ensino de Química e Ciências, Educação Continuada de Professores, EAD, Informática na Educação, Educação Ambiental, Educação de Jovens e Adultos e Alfabetização/Letramento Científico.

ELSA NHUCH

ELSA NHUCH

É Bacharel e Licenciada em Química (1969) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
De 1971 a 1972 realizou uma especialização em Tecnologia de Alimentos em Israel (TECHNION – Haifa).
Mestre em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975). Doutora em Tecnologia de Alimentos pela Universidade de León- Espanha (2000).
Pós doutorado na Florida International University em Análises Ambientais (2007-08). Lecionou nas seguintes universidades:
- 1975 Universidade Federal Fluminense – RJ.
- 1976 a 1980 Pontifícia Universidade Católica – RS.
- 1989 a 2006 Universidade Luterana do Brasil- RS.

FERNANDO LUIZ CÁSSIO SILVA

FERNANDO LUIZ CÁSSIO SILVA

Professor adjunto da Universidade Federal do ABC.
Possui bacharelado em Ciências Moleculares pela Universidade de São Paulo (2006), além de bacharelado (2006) e licenciatura (2011) em Química e doutorado em Ciências (Química) pela mesma universidade (2011), com período sanduíche (2009-2010) na Wayne State University (Detroit, MI, EUA).
Possui experiência docente como professor de Química na Educação Básica. Participa da Rede Escola Pública e Universidade e da Campanha Nacional pelo Direito à Educação.
Seus principais interesses de pesquisa incluem: ensino de ciências, políticas educacionais, desigualdades educacionais e Direito à Educação, com ênfase em políticas curriculares, educação baseada em evidências, avaliações de impacto de políticas educacionais, gerencialismo e processos de financeirização da educação.

FLAVIA MARIA TEIXEIRA DOS SANTOS

FLAVIA MARIA TEIXEIRA DOS SANTOS

Professora Associada da Faculdade de Educação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Licenciada em Química pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Formiga (1990), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996) e Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). Fez pós-doutorado no Instituto de Educação da Universidade de Londres, de 2011 a 2012.
Foi professora da Educação Básica por 13 anos e, desde 2001, atua na educação superior, com experiência na docência e na pesquisa.
Foi coordenadora da Coordenadoria das Licenciaturas da UFRGS no período de 2009 a 2011.
Coordenou o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) e o Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI-CAPES-UC) na UFRGS.
É co-editora da Revista Investigações em Ensino de Ciências (IENCI).
Seus interesses de pesquisa concentram-se na formação de professores, dinâmica das interações, interações discursivas em sala de aula e ensino-aprendizagem de Química.

GERSON DE SOUZA MÓL

GERSON DE SOUZA MÓL

Bacharel e Licenciado em Química pela UFV, Doutor pela UnB e Pós-Doutorado na Universidade de Aveiro - Portugal.
Professor da Universidade de Brasília.
Orientador dos programas de pós-graduação em Ensino de Ciências (PPGEC) e em Educação em Ciências (PPGEduC) da UnB e da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC.
Autor e coordenador do livro Química Cidadã.
Presidente da Sociedade Brasileira de Ensino de Química – SBEnQ.

IRENE CRISTINA DE MELLO

IRENE CRISTINA DE MELLO

Concluiu o doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo em 2003.
Atualmente é Secretária de Relações Internacionais da Universidade Federal de Mato Grosso.
Professora lotada no Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas e da Terra. É professora permanente do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMT desde 2003 e do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática, Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC.
É também docente colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (Mestrado profissional) na UFMT. Foi Coordenadora de Formação Docente da UFMT (gestão 2008-2012) e Pró-Reitora de Ensino de Graduação da UFMT (gestão 2012-2016).
Participou da Comissão Avaliadora de Livros Didáticos de Química do Ministério da Educação no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2007, 2012, 2015 e 2018). Participou com avaliadora de cursos de graduação do Ministério da Educação.
É representante regional (Centro-Oeste) da Sociedade Brasileira de Ensino de Química (SBEnQ). É membro da Secretaria Adjunta do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras. Integra a Cátedra UNESCO Ética e Sociedade na Educação Superior, desde 2017.

JORGE CARDOSO MESSEDER

JORGE CARDOSO MESSEDER

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestrado e doutorado em Ciências pelo Instituto Militar de Engenharia (IME).
A gênese de sua titulação acadêmica ocorreu na área da Química Orgânica, com ênfase em Síntese, onde atuou nos seguintes temas: síntese de fármacos e quimioprofilaxia da Doença de Chagas.
Atualmente é professor Associado I do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro onde desenvolve trabalhos nas áreas de Ensino de Ciências/Química, junto aos cursos de Licenciatura em Química e Mestrado Profissional e Acadêmico em Ensino de Ciências.
A sua produção acadêmica se concentra principalmente em temas sobre Ensino de Química/Ciências, tanto na Educação Básica como no Ensino Superior, tendo enfoques em: CTS, Práticas de Ensino, Produção de Materiais Educativos e Relações entre Ensino, Aprendizagem e Pesquisa.
É Diretor da Associação Brasileira de Química. 

LEANDRO ROSA CAMACHO

LEANDRO ROSA CAMACHO

Possui graduação em Química (Bacharel em Ciências) pela Universidade Luterana do Brasil (2006). Possui graduação em Formação Pedagógica para graduados pela Universidade Luterana do Brasil (2008). Mestrado em Genética e Toxicologia aplicada (Mestre em farmacologia e toxicologia) pelo PPGGTA da Universidade Luterana do Brasil (2010).
Atualmente é Professor de Química do Ensino Médio do Colégio La Salle Dores e no Curso Vestibular Anglo/RS.
Exerce o cargo de Presidente da Associação Brasileira de Química-Seção Regional do Rio Grande do Sul e também é Conselheiro Titular do Conselho Regional de Química da 5ª Região(CRQ-V).
Tem experiência na área de Química, com atuação, principalmente, nos seguintes temas: Ensino de Química, Elementos-traço, Absorção Atômica. Atualmente, desenvolve trabalhos na área de Bioinformática Estrutural como colaborador no Laboratório de Bioinformática Estrutural (LaBiE) da ULBRA e no Grupo de Química Teórica da UFRGS.

MARCUS EDUARDO MACIEL RIBEIRO

MARCUS EDUARDO MACIEL RIBEIRO

Doutor em Educação em Ciências e Matemática pela PUCRS. Possui graduação em QUÍMICA - BACHARELADO (1991), graduação em LICENCIATURA EM CIÊNCIAS (1986) e graduação em QUÍMICA - LICENCIATURA (1990) e Mestrado em Educação em Ciências e Matemática, todas pela PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Atualmente é professor de Química do Instituto Federal Sul-rio-grandense - IFSul, câmpus Venâncio Aires.
Coordenou o 35º EDEQ - Encontro de Debates sobre o Ensino de Química.
Tem experiência na área de ENSINO de Química desde 1987, no Ensino Médio.
Pesquisa nas linhas do Ensino pela Pesquisa, PIBID e Formação de Professores por meio de Comunidades de Prática. 

 

MARIA DAS GRAÇAS CLEOPHAS

MARIA DAS GRAÇAS CLEOPHAS

Licenciada em Química e mestre em Físico-química pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Doutora em Ensino das Ciências, com ênfase no ensino de Química, pela UFRPE. Atualmente é Professora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Coordenadora do Curso de Química - Licenciatura e faz parte do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
Possui experiência com o ensino de Química, atuando em diversas linhas.
É editora da Revista Educação Química en Punto de Vista (EQPV) e Revista Eletrônica Ludus Scientiae (RELuS).
Atualmente, é presidenta da ABQ – Paraná.

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1986), mestrado em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1994) e doutorado em Química (Química Analítica) [Sp-Capital] pela Universidade de São Paulo (1998).
Atualmente é Professora Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Tem experiência na área de Química Analítica, com ênfase em Análise Térmica, Espectroscopia IV, Espectroscopia de Absorção Atômica, Espectroscopia de Absorção Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de alimentos, análise de medicamentos.

MARIA DO CARMO GALIAZZI.

MARIA DO CARMO GALIAZZI.

Professora titular aposentada na Universidade Federal do Rio Grande. Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2000) com tese sobre o educar pela pesquisa na formação de professores de Ciências. graduação em Licenciatura em Ciências - Habilitação Química pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1990), bacharel em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979). 
Atuou como professora na Educação Básica no Ensino de Ciências e no Ensino Superior nas disciplinas de Química Geral, Química Orgânica.
Coordenou o Programa Institucional de Incentivo a Docência na FURG  de 2008 a 2017.
Professora no Programa de Pós-graduação de Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde com projetos de pesquisa relativos à formação de professores de Ciências, educar pela pesquisa, educação química, experimentação em sala de aula.
Pesquisa a contribuição da pesquisa na formação de professores assumindo a escrita como dispositivo fenomenológico-hermenêutico produzida em rodas de formação. Desenvolve a metodologia de Análise Textual Discursiva com co-autoria com Prof. Roque Moraes (in memoriam). Traduz Gordon.
Atua no curso de Licenciatura em Ciências EaD. Desenvolve o projeto de extensão Cirandar: rodas de investigação desde a escola. 

NICÉA QUINTINO AMAURO

NICÉA QUINTINO AMAURO

Bacharel em Química pelo Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP).
É docente da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), lotada no Instituto de Química, desde 2009. Vem atuando como coordenadora de área do Pibid, desde 2011.
Coordenou os subprojetos de Química, sub-projeto interdisciplinar com a temática Educação para as relações étnico-raciais  e Biologia-Química.
É presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as - ABPN.
É orientadora no programa de pós-graduação em ensino de ciências e matemática (PPGECM/UFU) e no programa de pós-graduação em química (PPQUI/UFU). Pesquisa sobre: currículo e avaliação, experimentação, formação de conceitos, formação de professores, descolonização do currículo de química.