Convidados

ADRIANA RAFFIN POHLMANN

ADRIANA RAFFIN POHLMANN

Graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), mestrado em Química pela UFRGS (1991) e doutorado em Chimie Thérapeutique – Université Paris V (Rene Descartes) ( 1997).
Atualmente é Professora Titular no Departamento de Química Orgânica da UFRGS, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Nanotecnologia Farmacêutica (2013-2017).
Recebeu o prêmio de Tese (Roussel Uclaf) em 1998 e o Diploma de Laureada da Université Paris V.
Foi Chefe de Departamento (1999-2001), membro da Comissão de Pós-Graduação em Química ( 2001-2003; 2009-2011), Vice Diretora do Instituto de Química (2003-2007) e Coordenadora de Implantação do Centro de Nanociência e Nanotecnologia da UFRGS (2006).
É orientadora pelos Programas de Pós-Graduação em Química, em Ciências Farmacêuticas e em Nanotecnologia Farmacêutica da UFRGS.
Publicou mais de 220 artigos científicos, 3 livros e 22 capítulos. É membro do corpo editorial de periódicos científicos, revisora de periódicos científicos e assessora ad hoc de Agência de Fomentos. Através do estabelecimento de parcerias, seu grupo de pesquisa desenvolve processos e produtos de interesse dos setores empresariais farmoquímico e farmacêutico, tendo depositado 63 patentes. As transferências de tecnologia resultaram em 7 produtos nanotecnológicos lançados no mercado por empresas brasileiras.

AGNALDO ARROIO

AGNALDO ARROIO

Possui graduação em Química pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Química (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (1999), doutorado em Ciências (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (2004), graduação em Bacharelado em Imagem e Som: Produção Audiovisual pela Universidade Federal de São Carlos (2004), Pós-doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2005) e livre-docência em Ensino de Ciências pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2011).
Atualmente é professor Associado na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.
Orienta e supervisiona mestrado, doutorado e pós-doutorado em Educação e Ensino de Ciências.
Representante da América do Sul no International Board IOSTE - International Organization for Science and Technology Education (2010-2012; 2012-2014).
Tem experiência na área de Química, Comunicação e Educação, com ênfase em Comunicação Audiovisual no Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Química, Media literacy, Early Science Education. http://usp-br.academia.edu/AgnaldoArroio.

AIRTON MARQUES DA SILVA

AIRTON MARQUES DA SILVADoutor em Química Inorgânica pela USP (1978), Especialista em Métodos e Técnicas de Ensino pela UFC (1974), Especialista em Química dos Elementos Menos Comuns pela UFC (1974), Engenheiro Químico pela UFC (1970) e Químico Industrial pela UFC (1969).  Desde 1965 dedica-se ao Magistério, no início lecionando Química e Matemática em alguns Colégios de Fortaleza, e a partir de 1971 ingressa no Ensino Superior como Professor da Faculdade de Filosofia D. Aureliano Matos - FAFIDAM, em Limoeiro do Norte-CE, permanecendo até 1973. Exerceu também o Magistério na Universidade Federal do Ceará - UFC (1972 a 1997), aposentando-se como Professor Adjunto IV, que além do Magistério, desenvolveu pesquisa nas áreas de Química dos Compostos de Coordenação e de Educação em Química, assumiu cargos de: Chefe do Departamento de Química Orgânica e Inorgânica e Coordenações de Cursos de Pós-Graduação e Projetos de Pesquisa. Orientador de 4 Dissertações de Mestrado, 38 Monografias e 25 Bolsistas de Iniciação Científica. Na Universidade de Fortaleza – UNIFOR, exerceu o Magistério de 1973 a 1974.  Atualmente é Professor Adjunto 12 da Universidade Estadual do Ceará – UECE, desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão desde 1986, e exercendo no período de 1992 a 2000 o cargo de Diretor do Departamento de Ensino da Pós-Graduação da UECE. Colabora com a Universidade Vale do Acaraú – UVA (desde 1998), através do Magistério e Orientação de Monografias de Cursos de Especialização. Além das atividades profissionais nas Universidades, é atuante nas seguintes instituições: a) CRQ-X: Diretor Secretário (1983/1995) e Conselheiro desde 1983, b) ABQ-Nacional: Diretor de Intercâmbio Nacional, no período de 1995/1997, Vice-Presidente, no período de 1997/1999 e Presidente, no período de1999/2003. Conselheiro Geral e Diretor de Eventos (2003/presente), c) ABQ-CE: Presidente, nos períodos de: 1987/1991, 1993/1995 e 1997/1999, Diretor-Secretário, no período de 1983/1987, Diretor de Intercâmbio Científico, no período de 1991/1993 e Diretor Tesoureiro, no período de 1995/1997. Como áreas de atuação destaca-se: Educação em Química - Ensino em Química; Química Inorgânica - Determinação de Estruturas de Compostos Inorgânicos, Compostos de Coordenação; Tópicos Específicos de Educação - Metodologia do Trabalho Científico. Na Produção Científica cataloga-se os seguintes trabalhos: Publicações dos Livros "Metodologia do Trabalho Científico", “Trabalhos Científicos – Organização, Redação e Apresentação” e ”Materiais – Reconhecimento, Propriedades e Uso”. Artigos publicados  em periódicos: 12;  Trabalhos completos publicados em Anais: 10;  Trabalhos publicados em livros de resumos e apresentados em Congressos Científicos: 98;  Orientações concluídas:  89 (Dissertações e Monografias).

ÁLVARO CHRISPINO

ÁLVARO CHRISPINO

Mestre e Doutor (2001) em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Professor dos Programas de Mestrado e de Química no Ensino Médio do CEFET/RJ-Centro Federal de Educação
Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Possui livros e artigos em periódicos especializados na área de Educação, com ênfase em Políticas Públicas e Ensino de Química/Ciências.
Atualmente participa de 2 projetos de pesquisa internacionais e é lider de grupo de pesquisa/CNPq CTS e Educação. As áreas de sua produção: políticas públicas e gestão de sistemas educacionais, ensino de química/ciências, CTS-ciência-tecnologia-sociedade e mediação de conflitos.
É Fellow da IUPAC - International Union Pure and Apllied Chemistry, Diretor da ANPAE/RJ- Associação Nacional de Política e Administração da Educação e Diretor de Educação da ABQ. Ocupou diversas funções públicas, entre elas a de Subsecretário Municipal de Educação do Rio de Janeiro (2009), Subsecretário de Estado de Educação do Distrito Federal (2007) e do Estado do Rio de Janeiro (1997/98) e Diretor Científico do CECIERJ (1995/1996).
É Editor Associado da revista ENSAIO: Avaliação e Políticas Públicas em Educação (QUALIS A), membro de conselhos consultivos/editoriais e consultor ad hoc de diversos periódicos na área da Educação e do Ensino de Química/Ciências.

DAMIA BARCELÓ CULLERES

DAMIA  BARCELÓ CULLERES

Born in Menàrguens (Lleida) in 1954, he obtained a B.Sc. in Chemistry from the University of Barcelona (UB) in 1977 and a Ph.D. in Analytic Chemistry from the same university in 1984. He is currently working as a research professor and deputy director of the Institute of Environmental Diagnosis and Water Studies (IDAEA) in Barcelona which is run by the Spanish National Research Council (CSIC). He was appointed Director of the Catalan institute for water research (ICRA) in Girona in 2008. During 2010 and 2011. he was the visiting professor at the King Saud University, Riyadh, Saudi Arabia.
His research career has been focused on the area of water quality, particularly in the development of methods for controlling organic pollution by the so-called “emerging pollutants” (polar pesticides, surfactants –detergents–, endocrine disruptors and pharmaceutical products) in waste and natural water.
In 2007, he received the King James I Prize for Environmental Protection (Spain), in 2012 the Prince Sultan Bin Abdulaziz International Prize for Water of Saudi Arabia, and in 2012 the Recipharm International Environmental Prize, a Swedish company leading pharmaceutical manufacturer in Europe.
From 2011-2015  he was appointed as Chairman of the Scientific and Technical Board (STB) in the frame of the European Union-Joint Programming Initiative on "Water Challenges for a Changing World".
In 2014 he was awarded Doctor Honoris Causa by the University of Ioannina (Greece).

EDER JOÃO LENARDÃO

EDER JOÃO LENARDÃO

Graduado em Química - Bacharelado pela Universidade Estadual de Londrina (1991), mestre em Química (Síntese Orgânica) pela Universidade Federal de Santa Maria (1994) e doutor em Ciências - Química Orgânica pela USP de Ribeirão Preto (1997). Realizou pós-doutorado na Universidade Federal de Santa Maria (2003-2004) e na Università degli Studi di Perugia (2015-2016).
É professor titular da Universidade Federal de Pelotas e leciona as disciplinas de Química Geral, Química Verde e Métodos Físicos de Análise para os cursos de Química.
Foi um dos fundadores e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química da UFPel (março de 2007 a agosto de 2011).
Foi membro do Comitê Assessor de Química da FAPERGS entre agosto de 2006 e julho de 2009.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Síntese Orgânica, atuando principalmente em Química Verde e síntese de compostos organocalcogênios.

EDNEI GILBERTO PRIMEL

EDNEI GILBERTO PRIMEL

É Professor Associado da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, atua na Escola de Química e Alimentos desde 2004, atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP), é Bolsista em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora - DT nível 1D.
Graduado em Química Industrial pela UFSM, Mestre e Doutor em Química Analítica pela UFSM.
Desenvolve projetos de pesquisa na área de Química Analítica com ênfase em técnicas de separação, análise de traços e Química Ambiental.  
Publicou mais de 80 artigos em revistas cientificas e 4 capítulos de livros. Coordena e participa de projetos de pesquisa financiados por órgãos de fomento (FAPERGS, CNPq, FINEP, CAPES), coordena e participa de projetos de pesquisa financiados pela Secretaria de Ciência e Tecnologia do RS onde foram estabelecidas parcerias com a iniciativa privada e órgãos de governo. Participou de um projeto financiado pela PETROBRAS no qual coordenou um subprojeto que resultou no depósito e registro de patentes. 

ELSA NHUCH

ELSA NHUCH

É Bacharel e Licenciada em Química (1969) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
De 1971 a 1972 realizou uma especialização em Tecnologia de Alimentos em Israel (TECHNION – Haifa).
Mestre em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975). Doutora em Tecnologia de Alimentos pela Universidade de León- Espanha (2000).
Pós doutorado na Florida International University em Análises Ambientais (2007-08). Lecionou nas seguintes universidades:
- 1975 Universidade Federal Fluminense – RJ.
- 1976 a 1980 Pontifícia Universidade Católica – RS.
- 1989 a 2006 Universidade Luterana do Brasil- RS.

ÉRICO MARLON DE MORAES FLORES

ÉRICO MARLON DE MORAES FLORES

Professor da Universidade Federal de Santa Maria desde 1992 e líder do Grupo de Pesquisa em Análises Químicas Industriais e Ambientais da UFSM. Possui graduação em Química Industrial e doutorado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e dos Materiais, pela UFRGS.
Foi coordenador da área de Química da FAPERGS e Diretor da Divisão de Química Analítica da Sociedade Brasileira de Química.
É bolsista nível 1B-CNPq, membro titular do Conselho Deliberativo da Farmacopeia Brasileira/ANVISA e é o atual Diretor Técnico-Científico da FAPERGS. É membro do Comitê Assessor da Área de Química do CNPq e Membro Associado da Divisão de Química Analítica da IUPAC.
Tem experiência na área de Química Analítica (controle de qualidade de alimentos, produtos industriais, medicamentos) e em aplicação de energias alternativas (microondas e ultra-som) para o preparo de amostras e intensificação de processos industriais.
Possui diversas patentes de inovação e uma patente comercializada em diversos países. 

ERNESTO CHAVES PEREIRA DE SOUZA

ERNESTO CHAVES PEREIRA DE SOUZA

Recebeu seu doutorado em Química no ano de 1994 na Universidade Federal de São Carlos estudando as propriedades eletroquímicas de polímeros condutores.
Neste mesmo ano, tornou-se professor adjunto do Depto. de Química da UFSCar.
Sua especialidade é estudar a correlação síntese, estrutura e propriedades de materiais nanoestruturados para serem usados em dispositivos eletroquímicos. Ao longo dos anos, supervisionou 18 pos-doutorados, orientou 24 teses de doutorado, 23 dissertações de mestrado e 40 alunos de iniciação científica.
Tem contribuições em diferentes áreas de ciências dos materiais tais como desenvolvimento de polímeros condutores intrinsecamente ferromagnéticos, multicamadas metálicas para eletrocatálise, corrosão e modelagem de sistemas eletroquímicos.
Atualmente é Professor Titular do DQ-UFSCar e bolsista de produtividade nível 1A do CNPq.

FÁBIO ANDREI DUARTE

FÁBIO ANDREI DUARTE

Possui graduação em Química Industrial (2004), Mestrado em Química (2006) e Doutorado em Química Analítica (2009) pela Universidade Federal de Santa Maria.
Foi Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande de 2009 a 2013, onde coordenou o Programa de Pós-Graduação em Química Tecnológica e Ambiental de 2010 a 2012.
Atualmente, é Professor Adjunto III da Universidade Federal de Santa Maria e o atual coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química (2014-atual).
Foi tesoureiro (2014-2016) da Regional Rio Grande do Sul da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), da qual é o atual secretário (2016-atual).
É membro do Comitê Assessor de Química da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS).
Tem experiência na área de Química Analítica, com ênfase em análise de traços e química ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: preparo de amostras, análise de especiação e emprego de técnicas cromatográficas e espectrométricas.
Atualmente é bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq (nível 2).

GABRIEL DE FARIAS NUNES

GABRIEL DE FARIAS NUNES

Engenheiro de materiais com graduação sanduíche na Alemanha, onde participou na publicação de artigos científicos e também a publicação de um livro na área de compósitos aeroespaciais.
Foi membro da equipe que recebeu o prêmio de melhor trabalho de cooperação entre Brasil e Alemanha, pelo IBE (Instituto de Estudos Brasil Europa) e foi o campeão brasileiro na primeira competição nacional de barcos de energia movido a energia solar em 2009.
Mentor de projetos inovadores do programa Inovativa, SEBRAE e Sinapse, é atualmente sócio e Diretor de Geral da TNS Nanotecnologia. TNS foi reconhecida em 2015, uma das empresas mais inovadoras no Brasil pela CNI e a melhor empresa incubada no Brasil, pela ANPROTEC.
Responsável pelas parcerias e desenvolvimento global da empresa, como alguns destaques, traz a experiência de mais de 15 prêmios / projetos relacionados a inovação, com o apoio econômico, como o prêmio Stemmer - categoria protagonista da inovação, projetos com SEBRAE, SENAI, CNPq, além de ter participado do programa de empreendedores Endeavor promessas em 2015.

GEOVANA BOCKORNY

GEOVANA BOCKORNY

Doutora em Engenharia e Tecnologia de Materiais PPGE3M / UFRGS e mestre em Tecnologia de Materiais e Processos Industriais ICET/FEEVALE, na área de adesivos.
Tem experiência na área de Pesquisa e Desenvolvimento em adesivos industrias nas tecnologias de hot melt, base água e base solvente na Indústria Quimica e Ambiental.
Coordenadora da equipe de Pesquisa e Inovação da Artecola Química Brasil.

HELDER ETERNO DA SILVEIRA

HELDER ETERNO DA SILVEIRA

Professor Associado do Instituto de Química, da Universidade Federal de Uberlândia, Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, com Estágio de Doutoramento na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Portugal.
Entre 2011 e 2015 atuou no Cargo de Coordenador-Geral de Programas de Valorização do Magistério da CAPES.
Atua em pesquisas sobre formação de professores, políticas públicas e ensino de química.

HIRAM COSTA ARAUJO FILHO

HIRAM COSTA ARAUJO FILHO

Professor Titular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ).
Bacharel e Licenciado em Química pela Faculdade de Humanidades Pedro II (1984), Mestrado em Química de Produtos Naturais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991) e Doutor em Química de Produtos Naturais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005).
Ministra aulas de análise instrumental há 28 anos para cursos técnicos e superiores da área de química.
Tem experiência em Química Analítica e Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Desenvolvimento e Validação de Métodos Analíticos e Controle da Qualidade, atuando principalmente nos seguintes temas: Aroma, SPME, Headspace, espectrofotometria, potenciometria, cromatografia, e Analises Instrumentais em geral.

JEAN CARLOS ANTUNES CATAPRETA

JEAN CARLOS ANTUNES CATAPRETA

Possui mestrado em Química pela Universidade Federal do Maranhão (2008) e graduação em Química pela Universidade Federal de Viçosa (2003).
Atualmente é professor da Universidade Federal do Piauí - UFPI em ensino de química e professor de Educação à distância da UFMA, além de coordenador regional Maranhão do programa nacional das Olimpíadas de Químicaa, e integrante da Olimpíada Piauiense de Química.
Atuando principalmente nos seguintes temas: educação, ensino de química, educação do campo,pesquisa, orientação de pós graduação e graduação, olimpíadas de química e interdisciplinaridade.
Faz parte da diretoria da Associação Brasileira de Química - Nacional e da Regional Piauí.

 

JORGE CARDOSO MESSEDER

JORGE CARDOSO MESSEDER

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestrado e doutorado em Ciências pelo Instituto Militar de Engenharia (IME).
A gênese de sua titulação acadêmica ocorreu na área da Química Orgânica, com ênfase em Síntese, onde atuou nos seguintes temas: síntese de fármacos e quimioprofilaxia da Doença de Chagas.
Atualmente é professor Associado I do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro onde desenvolve trabalhos nas áreas de Ensino de Ciências/Química, junto aos cursos de Licenciatura em Química e Mestrado Profissional e Acadêmico em Ensino de Ciências.
A sua produção acadêmica se concentra principalmente em temas sobre Ensino de Química/Ciências, tanto na Educação Básica como no Ensino Superior, tendo enfoques em: CTS, Práticas de Ensino, Produção de Materiais Educativos e Relações entre Ensino, Aprendizagem e Pesquisa.
É Diretor da Associação Brasileira de Química. 

JORGE REIS FLEMING

JORGE REIS FLEMING

Possui graduação em Quimica pelo Instituto de Química (1977) e mestrado em Química - Departamento de Química Orgânica (1982).
Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Separação, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de gases, cromatografia, transformador, análise química e manutenção preditiva.
É Diretor da Associação Brasileira de Química. 

JOSE MARIA FRESNO BARO

JOSE MARIA FRESNO BARO

Doctor en veterinaria por la Universidad de León. 1994. Profesor Titular de Universidad desde 1997 en los Grados de Veterinaria de Ciencia y Tecnología de los Alimentos y Veterinaria en la Universidad de León. Profesor Visitante en la Universidade Regional Integrada (URI) del Campus de Erechim‐RS  (Brasil) entre 1995 y 1997. Miembro de la Asociación de Científicos y Tecnólogos de Alimentos de Castilla y León  (ACTA‐CL). Miembro investigador  de  la  Red  de  Bacterias  Lácticas  Nacional  (RED  BAL).  
Evaluador de proyectos I+D+i de la Agencia Española de Normalización y Certificación  (AENOR) y de la Agencia de Certificación en Innovación Española (ACIE). Evaluador ocasional de trabajos científicos para las revistas Food Science and Technology  Internacional, Letters in Applied Microbiology, Journal of Dairy Science, Food Chemical and  Toxicology, LWT, Food Chemistry, Trends in Food Science and Technology.   
En la actualidad está llevando a cabo diversos trabajos de investigación: uno sobre  el  enriquecimiento del queso de oveja en ácidos grasos y otros compuestos bioactivos a través  del estudio y mejora de los factores implicados en la tecnología de su elaboración; otro  sobre la influencia de la alimentación en la calidad microbiológica, química, bioquímica y  sensorial del queso de oveja; y otro sobre las propiedades tecnológicas y antimicrobianas de  la miel. 

JULIO CARLOS AFONSO

JULIO CARLOS AFONSO

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), graduação em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986), mestrado em Engenharia Química pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987) e doutorado em Engenharia Química pelo Centre National de la Recherche Scientifique/Université Claude Bernard (Lyon I - 1990).
Atualmente é Professor Associado do Departamento de Química Analítica do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Tem experiência na área de Química Analítica, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: tratamento de resíduos químicos de laboratório, industriais e de exploração/refino de petróleo, poluição ambiental, e processamento de lixo tecnológico, com ênfase em lixo eletroeletrônico. Orienta também trabalhos na área de história e evolução da química. 
Editor da RQI, revista técnica informativa da ABQ.

LEANDRO ROSA CAMACHO

LEANDRO ROSA CAMACHO

Possui graduação em Química (Bacharel em Ciências) pela Universidade Luterana do Brasil (2006). Possui graduação em Formação Pedagógica para graduados pela Universidade Luterana do Brasil (2008). Mestrado em Genética e Toxicologia aplicada (Mestre em farmacologia e toxicologia) pelo PPGGTA da Universidade Luterana do Brasil (2010).
Atualmente é Professor de Química do Ensino Médio do Colégio La Salle Dores e no Curso Vestibular Anglo/RS.
Exerce o cargo de Presidente da Associação Brasileira de Química-Seção Regional do Rio Grande do Sul e também é Conselheiro Titular do Conselho Regional de Química da 5ª Região(CRQ-V).
Tem experiência na área de Química, com atuação, principalmente, nos seguintes temas: Ensino de Química, Elementos-traço, Absorção Atômica. Atualmente, desenvolve trabalhos na área de Bioinformática Estrutural como colaborador no Laboratório de Bioinformática Estrutural (LaBiE) da ULBRA e no Grupo de Química Teórica da UFRGS.

LÚCIO ANGNES

LÚCIO ANGNES

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Santa Maria (1978), mestrado em Química (Química Analítica) pela Universidade de São Paulo [Sp-Capital] (1981) e doutorado em Química (Química Analítica) pela Universidade de São Paulo [Sp-Capital] (1987). Realizou estágio de pós-doutoramento na Universidade do Novo México (USA), sob supervisão de Joseph Wang (1990-1992), Livre-Docência na Universidade de São Paulo [SP-Capital] (1996) e é professor titular da Universidade de São Paulo a partir de 2002.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Analítica, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de sensores químicos e de metodologias analíticas, com ênfase a eletrodos modificados, microeletrodos e biossensores e sua associação à análise por injeção em fluxo, batch injection analysis, com detecção amperometria ou potenciométrica.
Atuou como membro do CA de Química da FAPESP de 03/2007 a 10/2013, quando passou Coordenador de Inovação na Instituição.
É membro dos quadros editoriais dos periódicos Biosensors & Bioelectronics, Electroanalysis, Journal of Pharmaceutical Research e Tecno-Lógica. 

 

LUIS CARLOS DE ABREU GOMES

LUIS CARLOS DE ABREU GOMES

Bacharelado e Licenciatura Plena em Química pela Faculdade de Humanidades Pedro II (FAHUPE) em 1986. Atualização em Química para Professores de Ensino Médio realizada durante 1998 na PUC-Rio. Especialização em Ensino de Química para Professores de Ensino Médio pela PUC-Rio em 2000. Atualmente, cursando Mestrado Profissional em Ensino de Ciências no IFRJ Campus Nilópolis.
Atualmente é Professor de Química das seguintes instituições de ensino: - Colégio Pedro II (CPII - RJ), tendo tomado posse em 01/2007; - Colégio Estadual Paulo Freire (SEEDUC - RJ), tendo tomado posse em 02/2005; - Colégio e Curso Prioridade Hum Ltda. (Rede Particular de Ensino - RJ), desde 04/2001.
É membro das seguintes Comissões Organizadoras de Olimpíadas de Química, desde 2008: - OQRJ = Olimpíada de Química do Rio de Janeiro; - OBQ = Olimpíada Brasileira de Química; - OBQJr = Olimpíada Brasileira de Química Júnior. Diretor das Olimpíadas de Química da ABQ - RJ (Associação Brasileira de Química - Regional Rio de Janeiro), desde 2012. Diretor Regional Sudeste da Associação Brasileira de Química (ABQ), desde 11/2015.

MAGDA BERETTA

MAGDA BERETTA

Doutora em Química Ambiental pela UFBA,  química e mestre em Ecologia Urbana pela UFRGS. Especialista em estudar os caminhos ambientais dos poluentes químicos, bem como seus efeitos no homem, no meio abiótico e biótico.
Experiência na gestão e monitoramento ambiental, com foco na poluição da água (contaminantes convencionais e emergentes) e poluição do ar.
Desenvolve projetos na área de engenharia sanitária e ambiental, tais como, tratamento de água e efluentes, indicadores de sustentabilidade ambiental, licenciamento ambiental, produção mais limpa, mudanças climáticas (inventário de GEE).
Possui certificação de auditoria ambiental pela EARA (Inglaterra) e INMETRO.
Foi presidente da ABQ/BA durante dois mandatos. Desenvolve a função de editora-chefe do periódico Revista Eletrônica de Gestão e Tecnologias Ambientais, membro do corpo editorial da Revista de Química Industrial, e atuando como revisora dos seguintes periódicos: Journal of Environmental Management
, International Journal of agricultural policy and research, Revista DAE, Revista Pesquisa Naval.
Consultora de agências de fomento de 3 estados, São Paulo, Pernambuco e Espírito Santo. Atualmente é professora pertencente ao programa PROPAP da UFBA, no curso de mestrado MAASA (Meio ambiente, águas e saneamento) da Universidade Federal da Bahia.

MARCELO GIORDAN SANTOS

MARCELO GIORDAN SANTOS

Professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo,
Formação em Química pelo Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas. Além das disciplinas do bacharelado, desenvolvi projetos de iniciação científica em laboratórios de organometálicos, físico-química aplicada e química quântica. Entre 1990 e 1997, cursei o Programa de Pós-graduação em Química no mesmo IQ-UNICAMP. As teses de mestrado e doutorado versaram sobre cálculos de funções de base e propriedades atômicas e moleculares, com aplicações em sistemas de interesse biológico.
Em 1995, contratado pelo Departamento de Metodologia de Ensino e Educação Comparada da FE-USP, onde atualmente é professor associado.
Entre 2002 e 2003, realizou o pós-doutoramento no Centre for Language and Communication da Faculty of Education and Language Studies da Open University (UK).
Em 2006, obteve o título de livre-docente com uma tese sobre estudos socioculturais na utilização de computadores na Educação em Ciências. Na Faculdade de Educação da USP, atuo na graduação, ministrando disciplinas na Licenciaturas em Química e Ciências, e na pós-graduação, junto aos programas de Educação e Ensino de Ciências. Na Licenciatura em Química e Ciências, ofereço disciplinas que lidam com aspectos teóricos e práticos da organização do ensino, Metodologia do Ensino de Química e Ciências, e Estágio Supervisionado. O planejamento de ensino é o foco das atividades na formação dos professores a partir de unidades teóricas e metodológicas do Modelo Topológico de Ensino.

MARCELO LEANDRO EICHLER

MARCELO LEANDRO EICHLER

Possui Licenciatura em Química (1997), mestrado em Psicologia (2000) e doutorado em Psicologia do Desenvolvimento (2004), obtendo todos os títulos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Atualmente é professor adjunto do Departamento de Química Inorgânica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação (UFRGS), docente colaborador do Programa de Pós-graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (UFRGS/UFSM/FURG) e pesquisador da Área de Educação Química.
As suas atividades de pesquisa e de inovação estão relacionadas com a disseminação das tecnologias de informação e comunicação na educação científica e tecnológica.
Possui experiência nas áreas de psicologia da educação e de ensino de química, atuando principalmente nos seguintes temas: epistemologia genética, psicologia ambiental, didática das ciências, informática educativa e formação de professores.

MARCO FLORES FERRÃO

MARCO FLORES FERRÃO

Concluiu o doutorado em Ciências pela Universidade Estadual de Campinas em 2000. Realizou Pós-Doutoramento em 2005/2006 na Universidade Estadual de Campinas - Brasil e em 2015/2016 na Universidad Nacional de Rosário - Argentina.
Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Publicou 99 artigos em periódicos especializados e 451 trabalhos em anais de eventos. Orientou e/ou coorientou 20 Dissertações de Mestrado e/ou Teses de Doutorado, além de ter orientado 47 trabalhos de iniciação científica e 56 trabalhos de conclusão de curso.
Recebeu 11 prêmios e/ou homenagens.
Atualmente participa de cinco projetos de pesquisa interinstitucionais. Atua nas áreas de Química e Engenharia, com ênfase em Quimiometria, Espectroscopia Molecular, Biocombustíveis e Pesquisa Operacional. 

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1986), mestrado em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1994) e doutorado em Química (Química Analítica) [Sp-Capital] pela Universidade de São Paulo (1998).
Atualmente é Professora Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Tem experiência na área de Química Analítica, com ênfase em Análise Térmica, Espectroscopia IV, Espectroscopia de Absorção Atômica, Espectroscopia de Absorção Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de alimentos, análise de medicamentos.

MITCHEL WINNIK

MITCHEL WINNIK

Professor of Chemistry at the University of Toronto.
He began his faculty position in 1970 as an organic chemist but in 1980 switched to polymer chemistry. Over the years, he has worked on block copolymer self-assembly in solution, latex film formation, fluorescence studies of polymer structure, and most recently, biomedical applications of polymers. He is an ISI “Most cited author” in chemistry, with 700+ publications and 20,000 citations.
His contributions have been recognized by an Alexander von Humboldt Senior Scientist Award (Germany), the 2013 national award in Applied Polymer Science of the American Chemical Society, the 2004 CIC Medal (the highest award of the Chemical Institute of Canada for scholarly contributions), and the 2011 LeSueur Memorial Award, Society of the Chemical Industry, Canada.
He is a fellow of the Royal Society of Canada, and in 1998 was named University Professor, the University of Toronto’s highest recognition for scholarly achievement.

NEWTON MARIO BATTASTINI

NEWTON MARIO BATTASTINI

Possui MBA Gestão em Saúde – Central de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) pela UNESP.
Especialização em Propaganda e Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing.
Graduação em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Graduação em Licenciatura em Ciências pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Atuação Gerencial: Diretor Presidente do Grupo TECPON: Tecpon Ind., Tecpon Tintas, Tekton Óleos Essenciais, Nutrabem Biotecnologia, Agevet Produtos Veterinários.
Atuação Profissional: Presidente do Sindicato das Indústrias Químicas do Estado do Rio Grande do Sul. Diretor da Federação das Industrias do Estado do RS. Presidente da Associação Brasileira de Química. Diretor do Centro de Indústrias de Cachoeirinha. Presidente da Associação Brasileira de Química/RS. 
Em 1999, considerado pelas entidades de química do Rio Grande do Sul como QUÍMICO EMPREENDEDOR DO ANO.
É Conselheiro do Conselho Federal de  Química.

PETER KRONSTROM

PETER KRONSTROM

Diretor do Copenhagen Institute for Futures Studies Latin America e fundador do future lounge™. Tem MBA internacional e é membro do conselho consultivo do Consulado Geral da Dinamarca e do Centro de Inovação Dinamarquês em São Paulo.
Atuou profissionalmente na Europa, nos EUA, América do Sul e na Austrália, tem ampla experiência em gerenciamento de transição, cultura organizacional, comportamento do consumidor, desenvolvimento de negócios e aplicação de estudos futuros.
Além de ser um experiente facilitador, atua na viabilização do engajamento, por meio de palestras e workshops inspiracionais e transformacionais em todos os níveis, para grandes e pequenos grupos. Sua atuação abrange ampla variedade de tópicos no âmbito de estudos futuros, incluindo cultura organizacional e de inovação, e paradigmas futuros em diversos segmentos da economia.

PETER RUDOLF SEIDL

PETER RUDOLF SEIDL

Químico Industrial pela Escola de Química da UFRJ e PhD em Química pela University of California Los Angeles, Docente do Quadro Permanente da Pós-Graduação em Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ; responsável pela montagem da Escola Brasileira de Química Verde; Series Editor, RSC Green Chemistry Book Series, Bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq; e “Fellow” da International Union of Pure and Applied Chemistry.
Foi Professor Titular do Instituto Militar de Engenharia e dos Institutos de Química da UFRGS e da UFF, Pesquisador Titular e Diretor Adjunto do Centro de Tecnologia Mineral e Pesquisador Visitante do PRH-EQ/ANP.
Ocupou os cargos de Coordenador dos Programas do Plano Básico e do Programa Nacional de Apoio à Química do CNPq, de Coordenador das Áreas de Engenharia e Diretor Científico da FAPERJ e Presidente da Associação Brasileira de Química.Atualmente desenvolve trabalhos de pesquisa e desenvolvimento e leciona em cursos de petróleo, petroquímica, química verde, físico-química orgânica e espectroscopia.

RENATA PLATCHECK RAFFIN

RENATA PLATCHECK RAFFIN

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS – 2002), com habilitação em Farmácia Industrial e doutorado em Ciências Farmacêuticas pela UFRGS (2007). Realizou doutorado sanduiche na Università degli Studi di Parma (2006) e pós doutorado em Nanotecnologia na UFRGS (2009).
Atuou como professora substituta na UFRGS nas disciplinas de Farmacotécnica e Cosmetologia (2008).
Recebeu o prêmio Capes de Teses da área de Farmácia.
Atuou como professora adjunta no Centro Universitário Franciscano em Santa Maria, atuando no Pós-Graduação em Nanociências, orientando mestrados e  doutorados desde 2010.
É autora de diversos artigos em periódicos internacionais nas áreas de tecnologia farmacêutica, micro e nanotecnologia e cosmetologia.
Foi fundadora da empresa Inventiva, que produz e desenvolve ativos nanoestruturados para cosméticos, onde atua como Diretora de Inovação desde 2010.

ROBERIO FERNANDES ALVES DE OLIVEIRA

ROBERIO FERNANDES ALVES DE OLIVEIRA

Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Licenciatura em Química Aplicada pela Universidade Federal de Alagoas, Especialista em Análise Instrumental pelo CEFET Minas Gerais, specialista em Gestão de Resíduos Urbanos, Especiais e Industriais; Contaminação de Solos e Águas Subterrâneas; Contaminação de Águas e Processos de Depuração.
Atividades Profissionais: Presidente da ABQ; Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RJ; Professor convidado em cursos de MBA na área de Planejamento e Gestão Ambiental e de Gestão da Qualidade.
Foi Vice-Presidente da ABQ Regional RJ e Coordenador de Cursos da ABQ. 

ROCHEL MONTERO LAGO

ROCHEL MONTERO LAGO

Rochel possui graduação em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1991), mestrado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1991), uma especialização na Gifu University (Japão, 1991-1992) e doutorado em Química Inorgânica - University of Oxford (Inglaterra, 1996). Realizou um pós-doc no Instituto de Catálise e Petroquímica (Madri-Espanha, 1995-1996) e em 2005 um pós-doc na HEC (Heutes Etudes Comercialles) Montreal, Canada, no tema Empreendedorismo Tecnológico.
Atualmente é Professor Titular da UFMG e Pesquisador 1A CNPq, experiência na área de Química, com ênfase em Catálise, Ambiental, Materiais, Tratamento de Efluentes e atualmente tem se dedicado ao tema Empreendedorismo Tecnológico.
É Professor Convidado no Curso de Especialização de Gestão da Inovação na Universidade Nacional de San Luis, Argentina.
Participou na criação e é docente orientador do Curso de Mestrado e Doutorado em Inovação Tecnológica na UFMG.
Foi Coordenador da Incubadora de Empresas da Universidade Federal de Minas Gerais (2006-2007) ganhando o prêmio de melhor prática incubação no Brasil pela ANPROTEC 2007. Possui perto de 27 patentes (6 concedidas) e 5 know-hows tendo 3 licenciadas e 3 em fase de licenciamento. Uma das tecnologias licenciadas (conversão de glicerol do biodiesel) entrou em escala industrial/comercial em 2015. Realizou o scale-up de 8 tecnologias com plantas piloto e estudo de mercado. 

ROSANE MICHELE DUARTE SOARES

ROSANE MICHELE DUARTE SOARES

Professora Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) desde 2011, docente colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (2012) e no Programa de Pós-Graduação em Química (2013). Concluiu o Doutorado pelo programa de pós-graduação em Química da Universidade Federal de Santa Catarina (2008) onde trabalhou com polímeros naturais, degradação térmica e técnicas de caracterização de polímeros. Realizou pós-doutorado no New Jersey Center of Biomaterials (Rutgers University), nos Estados Unidos, desenvolvendo projetos na área de polímeros biodegradáveis, engenharia tecidual e impressão 3D de hidrogéis. Também realizou estágio de Pós-doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul na área de eletrofiação e materiais nanoestruturados.
Foi pesquisadora visitante na Phillips-Universitat Marburg (Alemanha) e também na National University of Singapore (NUS).
Atua na área de polímeros, hidrogéis e técnicas de processamento por eletrofiação e impressão 3D, investigando novos materiais para a área médica, biotecnologia e embalagens de alimentos.

SALETE LINHARES QUEIROZ

SALETE LINHARES QUEIROZ

Graduada em Química Industrial pela Universidade Federal do Ceará (1988), mestrado em Química pela Universidade Federal de São Carlos (1991), doutorado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996) e pós-doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e pela Pennsylvania State University (2009).
É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq e coordenadora do Curso de Especialização em Educação em Ciências lato sensu da Universidade de São Paulo (USP), vice-diretora do Centro de Divulgação Científica e Cultural da USP (CDCC/USP), editora da Revista Química Nova na Escola (SBQ) e professora livre-docente do Instituto de Química de São Carlos (USP), onde coordena o Grupo de Pesquisa em Ensino de Química.
Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Química, atuando principalmente nos seguintes temas: linguagem, novas tecnologias e estado da arte no ensino de química.

SERGIO BOTELHO DE OLIVEIRA

SERGIO BOTELHO DE OLIVEIRA

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal da Bahia (1992) e mestrado em Química pela Universidade Federal de Goiás (2001), Doutorado em Catálise pela UFBa (2007) e Pós-Doutorado pela Université de Poitiers - França (2010).
Experiência profissional em processos e análise química de indústria petroquímica e tratamento de água.
Professor de ensino superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Ex-conselheiro do Conselho Regional de Química XII, Ex-professor Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial extra quadro. Professor do Programa de Mestrado Profissional em Tecnologia de Processos Sustentáveis (Área Interdisciplinar III: Engenharia/Tecnologia/Gestão).
Coordena projetos internacionais de Ciências e Tecnologia Ambiental.
Vice-Presidente da Associação Brasileira de Química-GO.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em materiais, Cinética Química e Catálise, atuando principalmente nos seguintes temas: efluentes, termodegração, elastômeros, catálise, tecnologias limpas e energias renováveis argilas e bio-polímeros.
Faz parte do comitê deliberativo da Aliança Francesa de Goiânia.

SERGIO LUIZ COSTA FERREIRA

SERGIO LUIZ COSTA FERREIRA

Pesquisador 1A do CNPq, membro da Academia Brasileira de Ciências e também da Academia Baiana de Ciências, possui graduação em Bacharelado em Química pela Universidade Federal da Bahia (1979), mestrado em Química pela Universidade Federal da Bahia (1984) e doutorado em Química (Química Analítica Inorgânica) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1990).
É Professor Titular da Universidade Federal da Bahia. Entre atividades administrativas, exerceu o cargo de Vice-Diretor do Instituto de Química no período de 1998 a 2000 além de Coordenador do Programa de Pós-Graduação deste Instituto por 4 anos. Foi membro do Comitê de Avaliação dos Cursos de Pós-Graduação da CAPES (Química), do Comitê Assessor de Química do CNPq no período de (2010-2014) e também da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB).
Atualmente é membro titular do Conselho Superior da CAPES.
É Editor Associado da revista cientifica MICROCHEMICAL JOURNAL e membro do corpo editorial da revistas APPLIED SPECTROSCOPY REVIEWS e da AMERICAN JOURNAL OF ADVANCED FOOD SCIENCE AND TECHNOLOGY. 

SÉRGIO MAIA MELO

SÉRGIO MAIA MELO Químico Industrial e Engenheiro Químico pela UFC. Mestre e Doutor em Química pela Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de química, com ênfase em química inorgânica, ensino de pós-graduação e pesquisas com compostos de coordenação. Membro efetivo da Academia Cearense de Química. Diretor das Olimpíadas da ABQ. Coordena o Programa Nacional Olimpíadas de Química e projetos de extensão na Universidade Federal do Ceará.

SIDNEY JOSÉ LIMA RIBEIRO

SIDNEY JOSÉ LIMA RIBEIRO

Professor titular no Instituto de Química - UNESP em Araraquara, Bacharel em Química (UNESP-1982), Mestre em Química Inorgânica (UNESP- 1987) e Doutor em Quimica Inorgânica (UNESP-UFPE-1992). Fez Pós-doutorado (Ecole Centrale Paris- 1994 e CNET-France Telecom- 1995) trabalhando com vitrocerâmicas transparentes e lasers. 
Membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências, Membro da Coordenação de área de Química da FAPESP.
Trabalha na área de Química Inorgânica e suas implicações na Ciência de Materiais, Espectroscopia e Ensino de Química.
Os projetos em andamento envolvem polímeros naturais (celulose bacteriana e fibroina), híbridos orgânicos-inorgânicos, guias de luz (fibras ópticas e filmes finos), materiais porosos e marcadores luminescentes para Medicina.
É membro do corpo editorial dos periódicos Journal of Sol-Gel Science and Technology and Journal of Non-Crystalline Solids.
Assessor cientifico das principais agências do país, NSF (Estados Unidos), CNR (Italia) e de vários periódicos científicos. Foi pesquisador visitante no NIRIM - National Institute for Research in Inorganic Materials - Tsukuba, Japão. Foi Professor visitante na Universidade de Trento na Itália, nas Universidades de Angers e Toulouse na França, Universidade de Aveiro em Portugal e Universidade Federal de Juiz de Fora.

VALTER STEFANI

VALTER STEFANI

Possui graduação em Química (Bacharelado e Licenciatura) pela PUCRS(1974), graduação em Ciencias Químicas – UAM-Espanha (1977), doutorado em Ciências Químicas – UAM-Espanha (1983) e estágios de pós-doutorado no IQOG-SCIC de Madrid, Espanha.
Atualmente é Professor Titular junto ao Departamento de Química Orgânica, do IQ-UFRGS.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Orgânica, atuando nos seguintes temas: síntese e estudos fotofísicos de heterociclos benzazólicos, fotoquímica orgânica, polímeros orgânicos e materiais híbridos orgânico-inorgânicos fotoluminescentes, síntese e aplicações de quinonas policíclicas e seu uso na reação de Diels-Alder.
Possui também forte atuação na Química Forense, sendo um dos precursores desse tema no Brasil, ministrando cursos e palestras e auxiliando peritos na obtenção de dados analíticos e elaboração de laudos periciais.

Patrocinadores

Capes CNPQ Renner CRQ-V CFQ FAPERGS

Apoio

UNISC ULBRA UPF Instituto Federal Sul Rio Grandense Universidade FEEVALE PUC Universidade Federal de Pelotas UFPEL UFRGS SENAI TANAC FELLINI TURISMO Convention Visitors Bureau

Realização

ABQ ABQ Regional Rio Grande do Sul