Convidados

AGNALDO ARROIO

Possui graduação em Química pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Química (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (1999), doutorado em Ciências (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (2004), graduação em Bacharelado em Imagem e Som: Produção Audiovisual pela Universidade Federal de São Carlos (2004), Pós-doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2005) e livre-docência em Ensino de Ciências pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2011).
Atualmente é professor Associado na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.
Orienta e supervisiona mestrado, doutorado e pós-doutorado em Educação e Ensino de Ciências.
Representante da América do Sul no International Board IOSTE - International Organization for Science and Technology Education (2010-2012; 2012-2014).
Tem experiência na área de Química, Comunicação e Educação, com ênfase em Comunicação Audiovisual no Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Química, Media literacy, Early Science Education. http://usp-br.academia.edu/AgnaldoArroio.

AIRTON MARQUES DA SILVA

Doutor em Química Inorgânica pela USP (1978), Especialista em Métodos e Técnicas de Ensino pela UFC (1974), Especialista em Química dos Elementos Menos Comuns pela UFC (1974), Engenheiro Químico pela UFC (1970) e Químico Industrial pela UFC (1969).  Desde 1965 dedica-se ao Magistério, no início lecionando Química e Matemática em alguns Colégios de Fortaleza, e a partir de 1971 ingressa no Ensino Superior como Professor da Faculdade de Filosofia D. Aureliano Matos - FAFIDAM, em Limoeiro do Norte-CE, permanecendo até 1973. Exerceu também o Magistério na Universidade Federal do Ceará - UFC (1972 a 1997), aposentando-se como Professor Adjunto IV, que além do Magistério, desenvolveu pesquisa nas áreas de Química dos Compostos de Coordenação e de Educação em Química, assumiu cargos de: Chefe do Departamento de Química Orgânica e Inorgânica e Coordenações de Cursos de Pós-Graduação e Projetos de Pesquisa. Orientador de 4 Dissertações de Mestrado, 38 Monografias e 25 Bolsistas de Iniciação Científica. Na Universidade de Fortaleza – UNIFOR, exerceu o Magistério de 1973 a 1974.  Atualmente é Professor Adjunto 12 da Universidade Estadual do Ceará – UECE, desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão desde 1986, e exercendo no período de 1992 a 2000 o cargo de Diretor do Departamento de Ensino da Pós-Graduação da UECE. Colabora com a Universidade Vale do Acaraú – UVA (desde 1998), através do Magistério e Orientação de Monografias de Cursos de Especialização. Além das atividades profissionais nas Universidades, é atuante nas seguintes instituições: a) CRQ-X: Diretor Secretário (1983/1995) e Conselheiro desde 1983, b) ABQ-Nacional: Diretor de Intercâmbio Nacional, no período de 1995/1997, Vice-Presidente, no período de 1997/1999 e Presidente, no período de1999/2003. Conselheiro Geral e Diretor de Eventos (2003/presente), c) ABQ-CE: Presidente, nos períodos de: 1987/1991, 1993/1995 e 1997/1999, Diretor-Secretário, no período de 1983/1987, Diretor de Intercâmbio Científico, no período de 1991/1993 e Diretor Tesoureiro, no período de 1995/1997. Como áreas de atuação destaca-se: Educação em Química - Ensino em Química; Química Inorgânica - Determinação de Estruturas de Compostos Inorgânicos, Compostos de Coordenação; Tópicos Específicos de Educação - Metodologia do Trabalho Científico. Na Produção Científica cataloga-se os seguintes trabalhos: Publicações dos Livros "Metodologia do Trabalho Científico", “Trabalhos Científicos – Organização, Redação e Apresentação” e ”Materiais – Reconhecimento, Propriedades e Uso”. Artigos publicados  em periódicos: 12;  Trabalhos completos publicados em Anais: 10;  Trabalhos publicados em livros de resumos e apresentados em Congressos Científicos: 98;  Orientações concluídas:  89 (Dissertações e Monografias).

ALBERTO CARDOSO ARRUDA

Químico Industrial pela Universidade Federal do Pará (1978) e Doutorado em Química Orgânica pela Universidade Federal de São Carlos (1990).
Professor Associado 4 da Universidade Federal do Pará, atuando na graduação (Faculdade de Química) e no Curso de Pós-graduação em Química como professor, pesquisador e orientador de Mestrado e Doutorado.
Na UFPA coordena a Central de Extração, unidade de pesquisa e serviços vinculada ao Instituto de Ciências Exatas e Naturais.
Foi Coordenador do Programa de Pós-graduação em Química (1993 a 1997), Diretor de Pesquisa e Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação na Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação - PROPESP (1999 a 2001).
Foi consultor do Centro de Biotecnologia da Amazônia - CBA (2004 a 2012) e do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos - CGEE.
No Governo do Estado do Pará foi Diretor de Ciência e Tecnologia na Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente - SECTAM (2001 a 2003) e Secretário Adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação na Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI (2011 a 2014), tendo respondido como Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação ano de 2013.
Atualmente exerce a função de Diretor Científico na Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (FAPESPA).
Tem experiência na área de Química Orgânica, com ênfase em Química dos Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: Produção de extratos vegetais, cromatografia e espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear. Foi membro (coordenador local - PA) do projeto Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Pesquisa Translacional em Saúde e Ambiente na Região Amazônica INPeTAm e coordenador de projetos financiados por empresas como Vale, Petrobrás e Extracta Moléculas Naturais.

ALCY RIBEIRO FAVACHO

Doutorado em Química pela Universidade Federal do Pará. Possui graduação em Quimica pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Química pela Universidade Federal do Pará . Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal do Pará.
Coordenador do Curso de Química do Campus de Ananindeua-UFPA.
Integra os Grupo de Pesquisas "Plantas Oleaginosas e Aromáticas da Amazônia" e "Biomoléculas e Novos Materiais da Amazônia".
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química dos Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: ciências ambientais, ensino de química, óleos fixos e voláteis. 

ALEXANDRE DE CASTRO LEIRAS GOMES

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal de São Carlos (1992) e doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003).
Em 2007 fez estágio de pós-doutoramento no Instituto Superior Técnico de Lisboa, Portugal, em Processos Industriais de Engenharia Química.
É professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1995 e atualmente chefe do Departamento de Processos Orgânicos, exercendo as seguintes funções: Coordenador do Curso de Graduação em Engenharia de Petróleo (2006-2011), Coordenador Técnico Substituto do Programa de Monitoramento da Qualidade de Combustíveis no Estado do Rio de Janeiro (1999-2008), Coordenador do Curso de Graduação em Engenharia Química (1996-1998). Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Petróleo e Petroquímica, atuando principalmente nos seguintes temas: Refino de Petróleo, Caracterização de Combustíveis e Catálise Heterogênea.

ÁLVARO CHRISPINO

Mestre e Doutor (2001) em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Professor dos Programas de Mestrado e de Química no Ensino Médio do CEFET/RJ-Centro Federal de Educação
Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Possui livros e artigos em periódicos especializados na área de Educação, com ênfase em Políticas Públicas e Ensino de Química/Ciências.
Atualmente participa de 2 projetos de pesquisa internacionais e é lider de grupo de pesquisa/CNPq CTS e Educação. As áreas de sua produção: políticas públicas e gestão de sistemas educacionais, ensino de química/ciências, CTS-ciência-tecnologia-sociedade e mediação de conflitos.
É Fellow da IUPAC - International Union Pure and Apllied Chemistry, Diretor da ANPAE/RJ- Associação Nacional de Política e Administração da Educação e Diretor de Educação da ABQ. Ocupou diversas funções públicas, entre elas a de Subsecretário Municipal de Educação do Rio de Janeiro (2009), Subsecretário de Estado de Educação do Distrito Federal (2007) e do Estado do Rio de Janeiro (1997/98) e Diretor Científico do CECIERJ (1995/1996).
É Editor Associado da revista ENSAIO: Avaliação e Políticas Públicas em Educação (QUALIS A), membro de conselhos consultivos/editoriais e consultor ad hoc de diversos periódicos na área da Educação e do Ensino de Química/Ciências.

ANA FLAVIA NOGUEIRA

Bacharel em Química pela Universidade de São Paulo (1996), Mestrado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e Doutorado em Química pela Universidade Estadual de Campinas (2001) sob a orientação do Prof. Marco-Aurelio De Paoli. Realizou um estágio "Sanduíche" durante o Doutorado do Imperial College em Londres sob a supervisão do Prof. James R. Durrant.
Após a conclusão do Doutorado realizou um ano de pós-doutoramento também no Imperial College no mesmo grupo de pesquisa. Ao retornar ao Brasil, realizou um outro pós-doutoramento na Universidade de São Paulo sob a supervisão do Prof. Henrique Toma.
Atualmente é Professor Livre Docente do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).
Tem experiência na área de Química, com ênfase em na aplicação de nanomateriais em Conversão de Energia Solar, atuando principalmente nos seguintes temas: nanopartículas inorgânicas, nanocompósitos, eletrólitos poliméricos, polímeros condutores, nanotubos de carbono, grafeno, células solares orgânicas e híbridas (em especial as células de TiO2/corante e as células solares de perovskita). Mais recentemente tem atuado em fotocatálise para a geração de hidrogênio e conversão direta de CO2 em hidrocarbonetos.
 

ARMANDO PEREIRA DO NASCIMENTO FILHO

Técnico em Química, Farmacêutico (UFF), especialista em Bioquímica e Ecologia Química (UFF), Mestre em Ciência (Química – UFRJ) e Doutor em Ciência (fotoquímica – UFRJ).
Professor Associado nível III da Universidade Federal Fluminense, lotado no Departamento de Química Inorgânica (Decano do Departamento).
Coordenador dos Projetos de Extensão: 1) Instrumentalização e Contextualização para o ensino de Ciências; 2) Gestão de resíduos químicos no IQ-UFF e 3) Lixo Tecnológico: Recuperação e reaproveitamento de seus componentes.
Sub-coordenador do Programa Institucional de bolsa de Iniciação à Docência PIBID-UFF 2010 (área de Química).
Vice-coordenador do Mestrado em Defesa e Segurança Civil (UFF).
Vice-Presidente da Regional Rio da ABQ e membro do Conselho Fiscal (titular).

CLAUDIA CHRISTINA BRAVO E SÁ CARNEIRO

Bacharel em Química Industrial e Engenharia Química pela Universidade Federal do Ceará – UFC; Mestre em Química Inorgânica pelo Departamento de Química Orgânica e Inorgânica – UFC; Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira – Faculdade de Educação (FACED) – UFC; Pós-Doutora em Educação pela Universidade de Brasília – UnB.
Professora Aposentada do Departamento de Química Orgânica e Inorgânica – UFC; Professora, Pesquisadora e Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira – FACED – UFC; Pesquisadora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UnB; Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI) – Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq); Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Educação Superior – CNPq; Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Avaliação Curricular – CNPq; Membro Efetivo/Fundadora da Academia Cearense de Química; Consultora CAPES; Parecerista de revistas e editoras de circulação nacional e internacional; Autora de artigos em revistas nacionais e internacionais, livros e capítulos de livros.

CLAUDIO JOSÉ DE ARAUJO MOTA

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1981), mestrado em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986) e doutorado em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993).
Atualmente, é professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Tem experiência na área de Química e Engenharia Química, com ênfase em Catálise, Físico-Química Orgânica, Petróleo, Petroquímica, transformação de biomassa e conversão de CO
2.
Suas principais linhas de pesquisa estão relacionadas a acidez de zeólitas, química de carbocation, transformação química da glicerina e do etanol, conversão do CO
2 e processos para refino do petróleo e petroquímica.

DIEGO STÉFANI TEODORO MARTINEZ

Pesquisador do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) no Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano).
Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS (2003) e Mestrado em Biologia Funcional e Molecular [Bioquímica] pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2006). Doutorado em Ciências [Química] pela UNICAMP com estágio no Centre for BioNano Interactions na University College Dublin - UCD, Irlanda (2011). Pós-doutorado no Instituto Nacional de CT&I em Materiais Complexos Funcionais - Inomat/UNICAMP (2013).
Tem experiência nas áreas de Bionanotecnologia, Nanotoxicologia, Bioquímica e Imunoquímica, Química do Estado Sólido e de Nanomateriais.
Atualmente é Responsável Científico pelo grupo pesquisa em Nanobiointerfaces e Toxicologia (NBT) e Gerente da Qualidade para implantação da Norma ISO17025 no LNNano/CNPEM.
Professor colaborador/Orientador no Programa de Pós-graduação em Tecnologia [Ciência dos Materiais/Ambiente] da FT-UNICAMP.

ELOISA HELENA DE AGUIAR ANDRADE

Graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Química de Produtos Naturais e doutorado em Química pela Universidade Federal do Pará.
Atualmente é Pesquisadora da Coordenação de Botânica do Museu Paraense Emílio Goeldi –MCTI,  Professora da Faculdade de Química e dos Programas de Pós-Graduação em Química, UFPA e Biodiversidade /Biotecnologia - Rede de Bionorte pelo Museu Goeldi.
Autora de mais de 450 contribuições científicas entre artigos, comunicações em eventos, capítulos de livros e livros.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química de Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: cromatografia de fase gasosa, cromatografia de fase gasosa /espectrometria de massas em constituintes químicos voláteis.

ESTEVÃO FREIRE

Doutor pelo Programa de Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007), mestre em Ciência e Tecnologia de Polímeros pelo Instituto de Macromoléculas Professora Eloisa Mano/UFRJ e graduado em Engenharia Química pela Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
É Professor Adjunto II na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde atua no Departamento de Processos Orgânicos da Escola de Química no ensino de graduação e pós graduação, no Programa de Pós graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos e no Mestrado Profissional em Engenharia Ambiental.
Foi Vice-Diretor da Escola de Química de janeiro de 2014 a outubro de 2015 e Coordenador do Curso de Engenharia Química - noturno da Escola de Química da UFRJ de 2010 a 2015.
É Diretor de Assuntos Internacionais da Associação Brasileira de Química desde 2013.
Seus principais interesses em pesquisa são processamento e caracterização de materiais poliméricos, propriedade industrial, gestão e inovação tecnológica na indústria química e estudo de cadeias produtivas com foco em processos verdes.

HERMÍNIO JOSÉ CIPRIANO DE SOUSA

Formou-se em Engenharia Química pela Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Doutorado em Físico- Química, também da Universidade Nova de Lisboa. Atualmente é Professor Livre-Docente da Universidade de Coimbra.
É  membro sênior da Associação Portuguesa de Engenheiros (Portugal) e do Instituto Americano de Engenheiros Químicos, EUA.
Coordena e/ou ensina cursos em Biomateriais, Engenharia de Tecidos , Desenvolvimento de Drogas,  nanotecnologias e estratégias de investigação.
Pesquisador visitante da Universidade de Massachusetts , EUA, da Universidade Federal do Pará, UNICAMP e UNAL, Colômbia.
Tem sido um membro ativo de vários comitês departamentais, científico-pedagógicos e de outros grupos de reflexão acadêmica, alguns temas específicos, como novas ofertas educacionais, gestão de recursos e iniciativas interdisciplinares.
É o líder do grupo “Laboratório Verde e Processos Sustentáveis (GSP)”, no Centro de Pesquisa de Engenharia Química e de Produtos Florestais do Departamento de Engenharia da Universidade de Coimbra ( CIEPQPF / DEQ- FCTUC ).

HIRAM C. ARAUJO FILHO

Doutor em Química de Produtos Naturais.
Professor de Análise Instrumental do quadro efetivo do CEFET Química-RJ há 21 anos. Desenvolve metodologias analíticas aplicadas em alimentos, fitoquímica, meio ambiente, ecologia química, dentre outras áreas.

IVANO GEBHARDT ROLF GUTZ

Bacharel em Química pela FFCL de Araraquara, atual Instituto de Química da UNESP, doutorou-se em 1978 pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (IQ-USP), instituição em que desenvolve carreira acadêmica desde então, tendo ascendido ao cargo de Professor Titular em 1992.
Realizou pós-doutorado em Química Analítica Ambiental na Universidade de Dortmund, Alemanha, e estágios nos EUA (Caltech e NMSU) e no Reino Unido (Universidades de Bristol e Swansea).
Iniciou no país, já no doutorado, o desenvolvimento de sistemas para medições eletroquímicas rápidas com controle, aquisição e processamento digital de dados, evoluindo para a automação do sistema com análise quimiométrica, gráficos tridimensionais e técnicas inéditas em sua tese de livre-docência (1985). É autor do programa CurTiPot, com mais de 100 mil cópias distribuídas em cem países.
Dá mais importância à geração de contribuições criativas e originais e à formação sólida de pós-graduandos que à multiplicação de publicações.
Participou ou esteve à frente de uma centena de comissões institucionais, grupos de trabalho e de organização de eventos; compôs diretorias de sociedades científicas (foi Diretor Executivo da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e é vice-Presidente da ABQ-SP); foi reconduzido várias vezes à Commission on Electroanalytical Chemistry da International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC); representou a USP em fóruns de desenvolvimento sustentável; participa(ou) do corpo editorial de dois periódicos nacionais e dois internacionais; foi chefe do Departamento de Química Fundamental do IQ-USP duas vezes e vice três vezes; coordenou a pós-graduação em Química Analítica no IQ-USP; coordena a Olimpíada de Química do Estado de São Paulo desde 1997.
É Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo, Fellow da IUPAC e Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico.

JANES KENED RODRIGUES DOS SANTOS

Professora da Universidade Federal do Pará atuando na área de Metodologia e Prática de Ensino de Ciências, lotada na Faculdade de Ciências Biológicas, com atuação e colaboração docente no curso de Licenciatura em Física e Ciências Naturais.
Tem Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.
É licenciada em Ciências Naturais com habilitação em Química.
Tem experiência na formação de professores de Ciências para a educação básica, ministrando diversas disciplinas, cursos de aperfeiçoamento.
Participou do Comitê Executivo do Projeto Clube de Ciências da UFPA, colaborando com a coordenação, planejamento e execução das ações de extensão do projeto. Também, coordena um Projeto de pesquisa/extensão financiado sobre o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Biologia. Orienta trabalhos na linha de formação de professores de ciências, processos de ensino e de aprendizagem, estratégias de ensino, representação social.
 

JEAN CARLOS ANTUNES CATAPRETA

Possui mestrado em Química pela Universidade Federal do Maranhão (2008) e graduação em Química pela Universidade Federal de Viçosa (2003).
Atualmente é professor da Universidade Federal do Piauí - UFPI em ensino de química e professor de Educação à distância da UFMA, além de coordenador regional Maranhão do programa nacional das Olimpíadas de Químicaa, e integrante da Olimpíada Piauiense de Química.
Atuando principalmente nos seguintes temas: educação, ensino de química, educação do campo,pesquisa, orientação de pós graduação e graduação, olimpíadas de química e interdisciplinaridade.
Faz parte da diretoria da Associação Brasileira de Química - Nacional e da Regional Piauí.

 

JESUS DE NAZARE CARDOSO BRABO

Licenciado em Química pela Universidade Federal do Pará.
Doutor em Ensino de Ciências pelo Programa Internacional de Doutorado em Ensino de Ciências (Universidade de Burgos/Espanha e UFRGS/Brasil).
Atua como pesquisador no Instituto de Educação Matemática e Científica da Universidade Federal do Pará (IEMCI) coordena, ministra disciplinas e orienta pesquisas em programas de formação de professores.
Tem se dedicado a pesquisar e publicar artigos e livros sobre métodos e técnicas de ensino de química e ciências, representações sociais, metacognição e iniciação científica infanto-juvenil.

JORGE CARDOSO MESSEDER

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestrado e doutorado em Ciências pelo Instituto Militar de Engenharia (IME).
A gênese de sua titulação acadêmica ocorreu na área da Química Orgânica, com ênfase em Síntese, onde atuou nos seguintes temas: síntese de fármacos e quimioprofilaxia da Doença de Chagas.
Atualmente é professor Associado I do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro onde desenvolve trabalhos nas áreas de Ensino de Ciências/Química, junto aos cursos de Licenciatura em Química e Mestrado Profissional e Acadêmico em Ensino de Ciências.
A sua produção acadêmica se concentra principalmente em temas sobre Ensino de Química/Ciências, tanto na Educação Básica como no Ensino Superior, tendo enfoques em: CTS, Práticas de Ensino, Produção de Materiais Educativos e Relações entre Ensino, Aprendizagem e Pesquisa.

JORGE REIS FLEMING

Técnico em Química (ETFQ), Químico e Mestre (UFRJ), Pesquisador do CEPEL, Grupo Eletrobrás (1977 – 2005, aposentado), Pesquisador Convidado no EIRC da Universidade de Connecticut - USA (1990 - 1991).
Consultor e perito judicial em análise química e processos químicos, para empresas diversas. Professor do IRFJ - Maracanã (antigo CEFET Química / ETFQ).
Conselheiro (2000 – 2008) e atual Presidente do CRQ -3ª Região.

JOSÉ GUILHERME SOARES MAIA

Graduação em Química Industrial (UFPA, 1966), Mestrado em Química de Produtos Naturais (UFRRJ, 1973), Doutor em Química (UFMG, 1983), Pós-Doutorado em Química de Alimentos (UNIBONN/Alemanha, 1986). Bolsista do INPA/CNPq a nível de mestrado (1967-1968).
Chefe da Divisão de Química e Departamento de Produtos Naturais do INPA (1969-1975, 1978-1981, 1984-1985).
Diretor interino do INPA (1974 e 1975). Pesquisador do INPA (1969-1985). Coordenador do projeto Manejo Ecológico e Exploração da Floresta Tropical Úmida, que criou o Laboratório de Produtos Florestais do INPA. Chefe do Departamento de Programas e Projetos e do Departamento de Ecologia do MPEG (1987-1988). Vice-Diretor (1989-1990) e Diretor do MPEG (191-1995).
Consultor do CNPq, FINEP, CEME, CAPES, PNUD e agências internacionais.
Pesquisador titular aposentado do INPA/Manaus e MPEG/Belém (1975-1995). Bolsista do CNPq de produtividade (1988-2013). Professor titular aposentado da UFAM/Manaus e UFPA/Belém (1969-2010). Professor voluntário no Programa de Pós-Graduação em Química da UFPA (2010-...). Professor visitante sênior no Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais da Amazônia da UFOPA (2014...).
Atividades de pesquisa em química de produtos naturais, botânica econômica, ecologia química e química de alimentos. Orientador de mais de 20 teses de mestrado e doutorado nos cursos de pós-graduação em química e ciências farmacêuticas da UFPA. Mais de 600 publicações entre artigos científicos, capítulos de livros, livros e comunicações em eventos científicos. Mais de 40 anos de experiência científica na região amazônica.

JOYCE KELLY DO ROSÁRIO SILVA

Bacharel em Química pela Universidade Federal do Pará (2002) e Mestrado (2006) e Doutorado (2010) em Química Orgânica, ambos pela Universidade Federal do Pará.
Atualmente é professora Adjunto II da Faculdade de Biotecnologia e do Programa de pós-Graduação em Biotecnologia do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará.
Possui experiência na área de Química de Produtos Naturais, com enfase em metabólitos secundários de plantas aromáticas, em especial óleos essenciais e aromas.
Suas linhas de pesquisa envolvem composição química, atividade antioxidante e biológica, variação de metabólitos durante a interação planta-patógeno e diferentes condições de cultivo.
No ano de 2013, recebeu o Prêmio "Para Mulheres na Ciência" promovido pela UNESCO, L'Oréal e Academia Brasileira de Ciências.

JUDITH JOHANNA HOELZEMANN

Professora efetiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Brasil, na área de Processos Físicos e Químicos da Atmosfera, desde 2011. Ela é docente e vice-chefe do Departamento de Ciências Atmosféricas e Climáticas, alocado no Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET).
Coordenadora do grupo de pesquisa de Modelagem e Observação de Química da Atmosfera (GP-MOQA) na UFRN´, reconhecido pelo CNPq. Atua como docente no Programa de Pós-Graduação em Ciências Climáticas (PPGCC).
Membro do Scientific Steering Committee do International Global Atmospheric Chemistry project (IGAC)
Graduação e mestrado em Geofísica pela Universidade de Colônia, Alemanha, em 2001.
Doutora em 2006, pela International Max Planck Research School on Earth System Modelling (IMPRS-ESM) no Instituto Max Planck de Meteorologia em Hamburgo, Alemanha.
Pós-doutorado FAPESP de 2006-2010 no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) no Brasil, no Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) (2006-2009) assim como no Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) (2009-2010).
De 2010-2011 atuou como Pesquisadora Associada no CCST/INPE em São José dos Campos, SP, contratada pela Rede Clima.

KELLEN HELOIZY FREITAS

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Química Analítica pela Universidade Federal do Pará. Doutorado em Química Analítica pela Universidade Federal de São Carlos, Pós doutora pelo Instituto de Pesquisa Tecnológica de São Paulo - IPT.
Atualmente é professora Adjunto da Universidade Federal do Pará.
Vice-coordenador do Curso de Química do Campus de Ananindeua-UFPA. Coordena o grupo de pesquisa em Ciência e Engenharia de Materiais da Amazônia e participa dos grupos de pesquisa: Química Analítica e Ambiental e Grupo de Ciências dos Materiais, Biomoléculas e novas Tecnologias da Amazônia. Atuando na área de sensores químicos e eletroanalítica.

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA

Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1986), mestrado em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1994) e doutorado em Química (Química Analítica) [Sp-Capital] pela Universidade de São Paulo (1998).
Atualmente é Professora Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Tem experiência na área de Química Analítica, com ênfase em Análise Térmica, Espectroscopia IV, Espectroscopia de Absorção Atômica, Espectroscopia de Absorção Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de alimentos, análise de medicamentos.

ORLANDO FATIBELLO FILHO

Graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Federal de São Carlos (1976), mestrado em Química (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (1980), doutorado em Química (Química Analítica) pela Universidade de São Paulo [Sp-Capital] (1985), Livre-docência em Química Analítica pelo IQ da USP (2000), pós-doutorado no Grupo do Prof. G. G. Guilbault do Department of Chemistry, University of New Orleans, LA, USA (02/1987 a 07/1989), Professor Catedrático Visitante a 0% no Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra (03/2008 a 02/2009). 
Professor Titular da Universidade Federal de São Carlos desde 12/2003.
Foi diretor da Divisão de Química Analítica da SBQ, do corpo editorial da Quim. Nova, é do corpo editorial da Anal. Lett. desde maio de 2005 e Membro Titular da ACIESP (Academia de Ciências do Estado de São Paulo) desde 09/2012.
Possui mais de 280 artigos ( H = 35), 8 capítulos de livros e 04 livros publicados, já orientou 32 alunos de mestrado e 30 alunos de doutorado e mais de 60 alunos de IC, além da supervisão de 11 alunos pós-doutorado.
Tem experiência na área de Química Analítica com ênfase em eletroanalítica, bioanalítica, métodos ópticos de análise no UV-Vis, quimiluminescência, atuando principalmente nos seguintes temas: análise por injeção em fluxo com detecção eletroquímica, espectrofotométrica no UV-Vis, turbidimétrica e por quimiluminescência, espectrofotometria com longo caminho óptico, biossensores à base de extratos e tecidos vegetais, eletrodos de pasta de carbono modificados, eletrodos modificados com filmes poliméricos contendo nanotubos de carbono e/ou nanopartículas metálicas, eletrodo de diamante dopado com boro, Química Analítica Verde e ensino de química (desenvolvimento de experimentos de baixo custo com material do dia-a-dia). 

PETER RUDOLF SEIDL

Químico Industrial pela Escola de Química da UFRJ e PhD em Química pela University of California Los Angeles, Docente do Quadro Permanente da Pós-Graduação em Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ; responsável pela montagem da Escola Brasileira de Química Verde; Series Editor, RSC Green Chemistry Book Series, Bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq; e “Fellow” da International Union of Pure and Applied Chemistry.
Foi Professor Titular do Instituto Militar de Engenharia e dos Institutos de Química da UFRGS e da UFF, Pesquisador Titular e Diretor Adjunto do Centro de Tecnologia Mineral e Pesquisador Visitante do PRH-EQ/ANP.
Ocupou os cargos de Coordenador dos Programas do Plano Básico e do Programa Nacional de Apoio à Química do CNPq, de Coordenador das Áreas de Engenharia e Diretor Científico da FAPERJ e Presidente da Associação Brasileira de Química.Atualmente desenvolve trabalhos de pesquisa e desenvolvimento e leciona em cursos de petróleo, petroquímica, química verde, físico-química orgânica e espectroscopia.

RAFAELA DA CONCEIÇÃO NASCIMENTO

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009) e mestrado em Engenharia de Biocombustíveis e Petroquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012).
Tem experiência na área de Engenharia Química, atuando principalmente nos seguintes temas: Biocombustíveis, corrosão, aditivos para combustíveis e petróleo.
Vem desenvolvendo trabalhos na área de educação desde 2011 sob a coordenação do Professor Peter Rudolf Seidl.

RAMIRO NEVES

Professor de Mecânica dos Fluidos e Modelagem Ambiental no Instituto Superior Técnico (IST), Universidade de Lisboa e coordenador do Grupo de Modelagem Ambiental do Centro de Ambiente e Tecnologias Marinhas (MARETEC).
É formado em Engenharia Mecânica pelo IST e tem um doutorado em Ciências Aplicadas – Modelagem hidrodinâmica - pela Universidade de Liège, na Bélgica.
A sua actividade principal é a modelagem matemática, sendo o promotor do desenvolvimento do sistema de modelagem MOHID que inclui modelos integrados para sistemas de superfície livre (MOHID Water) e de bacias hidrográficas (MOHID Land).
O sistema MOHID tem uma arquitetura modular, incluindo módulos para hidrodinâmica, erosão e transporte de sedimentos e processos ecológicos.
Participou em mais de quatro dezenas de projetos, dos quais cerca de 3 dezenas internacionais (principalmente EU). A cooperação com empresas e departamentos governamentais gera cerca de 30% do financiamento de pesquisa do seu grupo. No âmbito da sua actividade, supervisionou 16 teses de doutorado e é autor ou co-autor de 63 artigos em jornais internacionais e de 18 capítulos de livros e co-editor de 2 números especiais de revistas e de 2 livros (
http://orcid.org/0000-0001-6571-5697).

RAPHAEL SALLES FERREIRA SILVA

Farmacêutico pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e Mestre e Doutor em Química de Produtos Naturais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005) atuando principalmente nos seguintes temas: Química de Produtos Naturais, Síntese orgânica, Química de Heterociclos e técnicas cromatográficas.
Atualmente é professor de Química Orgânica do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.
Membro efetivo da Associação Brasileira de Química (ABQ).

ROBERIO FERNANDES ALVES DE OLIVEIRA

ROBERIO FERNANDES ALVES DE OLIVEIRA

- Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Licenciatura em Química Aplicada pela Universidade Federal de Alagoas e graduação
- Especialista em Análise Instrumental pelo CEFET Minas Gerais
- Especialista em Gestão de Resíduos Urbanos, Especiais e Industriais; Contaminação de Solos e Águas Subterrâneas; Contaminação de Águas e Processos de Depuração.

Atividades Profissionais:
- Consultor Ambiental e de Qualidade da QMN - Gestão e Treinamentos.
- Coordenador de Cursos e Consultorias da ABQ.
- Diretor Vice-Presidente da ABQ Regional RJ.
- Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RJ.
- Professor em cursos de MBA na área de Planejamento e Gestão Ambiental e Gestão da Qualidade.

ROBERT E. SMITH

Professor assistente da Universidade de Park e consultor científico na Agência de Drogas e Alimentos dos Estados Unidos da America (FDA em inglês), localizado no distrito do estado do Kansas. Obteve seu doutorado em química pela Universidade do Missouri em 1979.
Seguiu com um pós-dotourado na Universidade Federal de Zurique na Suiça, também conhecida como o ETH-Zurique.
Trabalhou como engenheiro e químico analítico para o Honeywell, Instituto do Centro-Oeste de Pesquisa e para a Universidade do Missouri.
Ele realizou pesquisas na área de química: analítica, biológica, orgânica e polimérica.
Escreveu 5 livros, 9 capítulos em outros livros, e 101 artigos em jornais, incluiendo artigos recentes sobre análises de acetogeninas das Annonaceae. Atualmente, ele colabora com a Embrapa em Fortaleza e com professores de universidades nos EUA, Alemanha, Japão e Brasil, incluiendo a UFPA, UNICAMP, UFRPE e UFRJ. Eles estudam o papel dos antioxidantes e outras bioquímicas na prevenção e no tratamento de doenças neurodegenerativas, câncer, e infecções bacteriológicas. Eles também analisam frutas, folhas e sementes de graviola e outras Annonaceae por CL-EM e RMN.

ROMULO SIMÕES ANGELICA

Graduação em Geologia pela Universidade Federal do Pará - UFPA (1987), Mestrado (1991) e Doutorado em Mineralogia e Geoquímica pela UFPA (1996) e Universität Erlangen-Nürnberg (Alemanha), programa Sandwiche (1993-94), com bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD).
Atualmente é Professor Associado IV do Instituto de Geociências da UFPA e Chefe do LCM - Laboratório de Caracterização Mineral (DRX, FRX, FTIR, DSC-TG, BET).
Pesquisador 1B do CNPq. Atuação: Mineralogia Aplicada (argilominerais, zeólitas, agrominerais e outros minerais industriais); Geoquímica de Superfície (solos, lateritas, prospecção geoquímica).
Foi Geólogo/Geoquímico da CPRM-Serviço Geológico do Brasil (1991-1997).
Recebeu os Prêmios "Martelo de Prata" (1998) e "Medalha de Ouro Henri Gorceix" (2014), da Sociedade Brasileira de Geologia.
Representante do Brasil no projeto Mapa Geoquímico Internacional (IGMP, 259) do Programa Internacional de Correlação Geológica - IGCP, entre 1991 e 1993. Missão Internacional na Guyana (1997) e Suriname (1999), pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Itamarati, em consultoria aos Serviços Geológicos desses países em projetos de Prospecção Geoquímica Regional e Meio Ambiente.
Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica - PPGG (2012-2014). 
Membro de Comitê Julgador de Editais do CNPq. Membro da Câmara de Assessoramento (Ciências Exatas e da Terra) da FAPESPA (Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa).

SÉRGIO ROBERTO BULCÃO BRINGEL

Graduação em Química pelo Instituto de Ciências Exatas Universidade Federal do Amazonas (1974); mestre em Energia Nuclear na Agricultura pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo (1980) e doutor em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (1989).
Pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-INPA; Professor da Universidade do Estado do Amazonas; Professor Visitante da Universidade Federal do Oeste do Pará; Professor Visitante da Universidade Federal do Para; Professor-Orientador da Universidad de León-Espanha / Fundação Universitária FUNIBER; Ex-Professor da Universidade Luterana do Brasil.
Conselheiro do Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Estado do Amazonas; Consultor da Fundação de Amparo a Pesquisas do Estado do Amazonas; Conselheiro do Conselho Estadual de Geodiversidade do Estado do Amazonas; Conselheiro do Conselho Estadual de Gestão de Resíduos Sólidos do Estado do Amazonas; Consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco; Membro do Conselho Editorial da Revista AMBIÊNCIA da Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Paraná;
Membro da Academia Amazonense de Química; Presidente da Associação Brasileira de Química Regional Amazônia Ocidental; Presidente do Conselho Regional de Química da XIV Região.
Tem experiência na área do Meio Ambiente Amazônicos, com ênfase em Ciências Exatas e da Terra, atuando principalmente nos seguintes temas: Química da Água; Química Analítica; Poluição Ambiental; Bacia Hidrográfica; Limnologia; Recursos Hídricos; Hidrogeoquímica em Pequenos e Grandes Rios da Bacia Amazônica e Gestão de Bacia Hidrográficas. Ministra Cursos na área de Química da Água; Gestão de Recursos Hídricos. É Perito em Química Ambiental.

SILVANA CARVALHO DE SOUZA CALADO

SILVANA CARVALHO DE SOUZA CALADO

Doutora em Oceanografia pela UFPE (2004), Mestre em Ciências dos Alimentos pela UFPE (1996), Especialista em Saneamento Ambiental pela UFPE (1988), Química Industrial pela UNICAP (1982). Atuação profissional: Na UFPE: Chefe do Laboratório de Controle de Qualidade Departamento de Engenharia Química (desde 1989 até a presente data); Vice-chefe do Departamento de Engenharia Química (1989-1990); Chefe do Departamento de Engenharia Química (1991-1992); Membro de Colegiado do curso de Química Industrial (1992-1996); Coordenadora de Programa Institucional de Qualidade das Águas (1999 até a presente data); No CEFET-PE: Conselheira (2000-2002). No Conselho Regional de Química - Pernambuco: Conselheira (1998-2000); No Conselho Federal de Química: suplente de Conselheiro (2000-2008). Na ABQ-PE: Vice-Presidente (1997-1998); Presidente (1998-2001). Na ABQ Nacional: Vice-Presidente (2001-2003); Presidente (2003-2005); Conselheira Geral (2005-2007); atualmente é Diretora de Relacionamento Institucional.

SIMONE DE FÁTIMA PINHEIRO PEREIRA

Graduada em Engenharia Química (1982), Licenciatura em Química (1987), especialização em Educação e Problemas Regionais (1989) pela UFPA e doutorado em Química pela UFBA (1997).
Tem experiência na área da Química, com ênfase em Química Analítica e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Poluição por metais pesados nos ecossistemas e populações da Amazônia, desenvolvimento de adsorventes utilizando materiais naturais da Amazônia, hidrogeoquímica, ecotoxicologia, educação ambiental dentre outros temas.
Atualmente é professor associado IV do Instituto de Ciências Exatas e Naturais, líder do grupo de pesquisa em Química Analítica e Ambiental e coordenadora do Laboratório de Química Analítica e Ambiental (LAQUANAM) da UFPA.
Foi consultora do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), vice-coordenadora do programa de pós-graduação em química (PPGQ), representante docente do Instituto de Ciências Exatas e Naturais no CONSEPE e CONSUN da UFPA.
Atuou como revisora de artigos do Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology (BJAST), Química Nova, Ambiente e Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, Revista Brasileira de Agronomia, Revista Engrenagem, Revista Árvore, Acta Amazônica e membro do corpo técnico dos periódicos Proceedings of International Conference on Engineering and Technology Education, Proceedings of Safety, Health And Environment World Congress. É orientadora de mestrado e doutorado do Programa de Pós graduação em Química com diversas orientações concluídas e publicações relevantes na área.

VALDIR FLORENCIO DA VEIGA JUNIOR

Bacharel em Engenharia Química pela Escola (Nacional) de Química (UFRJ), Mestre e Doutor em Química Orgânica (Instituto de Química - UFRJ), com Pós-Doutorado também na Química de Produtos Naturais da Amazônia no Departamento de Química da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde é professor associado e líder do Grupo de Pesquisas em Química de Biomoléculas da Amazônia (Q-BiomA).
Com mais de cem orientados, possui mais de 200 trabalhos em eventos; 154 publicações, sendo seis patentes depositadas, 94 artigos em revistas indexadas, 26 capítulos de livros e um livro publicados (Índice H = 14). É bolsista de Produtividade em Pesquisa nível 2 do CNPq .
Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química da UFAM; Tesoureiro da área de Produtos Naturais da Sociedade Brasileira de Química (PN - SBQ); membro da Comissão de Avaliação Trienal dos PPG, da Comissão de Avaliação de novos cursos e do Prêmio de Melhor Tese, na área de Química da CAPES; Membro da Comissão da ANVISA para elaboração da última edição da Farmacopéia Brasileira; Membro do Comitê Técnico-Científico do ICMBio para a proteção do pau-rosa (Aniba rosaeodora) no CITES; membro do Comitê de Assessoramento Científico da FAPEAM; e Coordenador dos Laboratórios de Química de Produtos Naturais do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). Atua na química de produtos naturais da Amazônia, em especial óleos, resinas e esponjas, e na otimização e aumento de escala da extração de produtos naturais, assim como na área de gestão dos recursos biotecnológicos.

VALTER STEFANI

Possui graduação em Química (Bacharelado e Licenciatura) pela PUC-RS (1974), graduação em Ciências Químicas – UAM, Espanha (1977), doutorado em Ciências Químicas – UAM, Espanha  (1983) e estágios de pós‐doutorado no  IQOG-‐SCIC de Madrid, Espanha.
Atualmente é Professor Titular junto ao Departamento de Química Orgânica, do IQ‐UFRGS.
Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Orgânica, atuando nos seguintes temas: síntese e estudos fotofísicos de heterociclos benzazólicos, fotoquímica orgânica, polímeros orgânicos e materiais híbridos orgânico‐inorgânicos fotoluminescentes, síntese e aplicações de quinonas policíclicas e seu uso na reação de Diels‐Alder.
Possui também forte atuação na Química Forense, sendo um dos precursores desse tema no Brasil, ministrando cursos e palestras e auxiliando peritos na obtenção de dados analíticos e elaboração de laudos periciais.

WALDINEI ROSA MONTEIRO

Graduado em Química pela Universidade Federal do Pará (1995), Mestre em Química pela Universidade Federal do Pará (2000) e Doutor em Química pelo Instituto Militar de Engenharia - IME.
Atuou como Tecnologista Sênior III no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e pesquisador na Universidade do Vale do Paraíba-UNIVAP em São José dos Campos e na FUNCATE - Fundação de Ciências Aplicações e Tecnologias Espaciais.
Atualmente é professor adjunto na Universidade Federal do Pará e é o Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciências e Meio Ambiente. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Físico-Química.
Atua nas áreas de desenvolvimento de novos materiais, catalisadores, óxidos mistos e sólidos ácidos, relacionados a bio-transformações, catálise, oleoquímica e meio ambiente.

 

WESLEY PACHECO CALIXTO

Graduação em Física, mestrado em Engenharia Elétrica e de Computação pela Universidade Federal de Goiás (UFG), doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) com período na Universidade de Coimbra, Portugal.
Tem acumulado experiência em vários países e trabalha em parceria com as Universidades: Coimbra (Portugal), Carleton (Canadá), Sul da Califórnia e Cleveland (EUA).
Atualmente é Professor/Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Experimentais e Tecnológico do Instituto Federal de Goiás (NExT/IFG).
É docente Permanente nos Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Goiás (EMC/UFG) & Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas Eletrônicos e de Automação da Universidade de Brasília (PGEA/UnB), onde orienta discentes de mestrado e doutorado.
Tem pesquisas com artigos publicados nas linhas: Inteligência computacional, Modelagem Matemática de Sistemas e Geoprospecção. Atualmente coordena pesquisas financiadas pelo CNPq, FAPEG e P&D.

WILDSON LUIZ PEREIRA DOS SANTOS

Graduado em Licenciatura em Química pela Universidade de Brasília (1984), especialista em Educação Brasileira pela Universidade de Brasília (1992), mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1992), doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002).
Fez estágio de doutorado em Ensino de Ciências pela Leeds Metropolitan University na Inglaterra (2001).
Atualmente é professor do Instituto de Química da Universidade de Brasília - UnB.
Atua no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências dos Institutos de Biologia, Física e Química da UnB e no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da UnB.
Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Química, atuando principalmente nos seguintes temas de pesquisa: ensino de química, livro didático, CTS, abordagem de aspectos sociocientíficos, educação para cidadania e educação ambiental.

WILLIAM ARTHUR DOS SANTOS DE LIMA

Graduação: Química – Licenciatura (2002 – 2007). Instituição: Universidade Federal do Pará - UFPA.
Técnico – Químico (CRQ – 06401285). Instituição: Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará - CEFET.
Pesquisador da Natura Inovação e Cosméticos - Unidade Benevides (8 anos):  Área de ciência e tecnologia de ingredientes verdes. Prospecção, desenvolvimento e implementação de conceitos tecnológicos, que promovam sustentabilidade. Projetos relacionados à extratos aromáticos, óleos essenciais e óleos fixos e biotecnologia. Analises de caracterização fitoquimica de compostos vegetais, experiência em cromatografia liquida e gasosa, assim como analises de estabilidade de produtos acabados.

Patrocinadores

CAPES CNPQ FAPESPA

Apoio

IF PARÁ UFPA UEPA CRQ 6ª Região INSTITUTO EVANDRO CHAGAS SEBRAE PARÁ MUSEU PARAENSE EMILIO GOELDI

Realização

ABQ ABQ-PA